DS Automobiles pronta para defender o seu duplo título na Fórmula E

0

As primeiras duas corridas do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula E vão correr-se em Diriyah, na Arábia Saudita, já nesta sexta-feira e sábado (dias 26 e 27 de fevereiro de 2021).

No contexto do novo estatuto desta competição 100 por cento elétrica, a DS AUTOMOBILES e a sua parceira TECHEETAH estão aptas a defender os seus títulos consecutivos de Campeã de Fórmula E – Pilotos e Equipas, alcançados nas duas últimas temporadas.


Dada a presente situação que o mundo atravessa, os trabalhos realizados e os preparativos para a nova época de Fórmula E foram diferentes dos de anos anteriores, tendo a equipa unido esforços na aplicação de novas rotinas que garantissem a segurança de todos, ao mesmo tempo que se manteve focada nos processos com vista ao agora Campeonato do Mundo FIA de Fórmula E. No entanto, devido à pandemia da COVID-19, a equipa DS TECHEETAH optou por iniciar a Tempotada 7 com o DS E-TENSE FE20 da época anterior, aplicando-lhe um novo software, adiando para mais tarde na presente Temporada 7 a transição para o novo monolugar.

A DS PERFORMANCE e os dois pilotos da DS TECHEETAH – António Félix da Costa e Jean-Éric Vergne – têm estado envolvidos em diversas sessões de testes, para garantir que ambos os monolugares – o DS E-TENSE FE20 que fará este início de época e o seu sucessor, a utilizar mais à frente nesta Temporada 7 – estão otimizados e preparados para os desafios a enfrentar em pista.

Mark Preston, Diretor da DS TECHEETAH:

“O ano passado revelou-se um excelente teste para a tenacidade e capacidade de adaptação de todos e nós não somos exceção. Tem sido difícil para todos os elementos da equipa, mas estou mais do que impressionado com a forma como enfrentámos o desafio de manter em funcionamento uma equipa de competição nestas circunstâncias. Se já antes pensávamos que eramos uma equipa unida, agora somo-lo ainda mais. Os desafios fortalecem as equipas e nós sentimo-lo, definitivamente. Segue-se, agora, a Temporada 7, a primeira como Campeonato do Mundo de Fórmula E, para a qual estamos muito focados em alcançar e adicionar esses títulos de Campeões do Mundo ao nosso palmarés.”

Xavier Mestelan Pinon, Diretor da DS Performance:

“No seguimento dos dois duplos títulos que alcançámos, os objetivos para 2021 são claros: lutar novamente pelo lugar mais alto do pódio! Ainda assim, precisamos de ser realistas, uma vez que a luta com os restantes nove construtores será mais renhida do que nunca! Contrariamente aos nossos rivais, vamos iniciar a temporada com o monolugar do ano passado, o que não só nos dá garantias de performance e fiabilidade, como também nos permite um arranque mais confiante. Mais tarde, teremos uma nova unidade de potência, muito aguardada pelos nossos pilotos. Quanto à pista de Diriyah, tem um desenho soberbo, que combina zonas rápidas com outras mais sinuosas, sendo muito exigente ao nível das configurações e da condução. Conseguirmos um bom arranque na Arábia Saudita seria, certamente, uma grande ajuda para a nossa campanha para a manutenção dos títulos!”

António Félix da Costa, Campeão FIA de Fórmula E 2019-20 e piloto da DS TECHEETAH:

“Penso que ninguém poderia ter previsto como seria o ano que passou, o mesmo quanto tempo duraria a pandemia. A situação é ainda preocupante e o facto de podermos competir é prova do sucesso dos protocolos de segurança pelos quais se rege a Fórmula E. Este será o primeiro Campeonato do Mundo, pelo que estou mais motivado do que nunca: quem é que não quereria ser o primeiro Campeão do Mundo de Fórmula E?”

Jean-Éric Vergne, Bi-Campeão FIA de Fórmula E 2017-18 e 2018-19 e piloto da DS TECHEETAH

“Esta equipa nunca deixa de me surpreender. Nem durante a pandemia eles deixaram de lutar. Adiar a introdução do nosso monolugar da Temporada 7 foi uma boa decisão, pois deu-nos a oportunidade de trabalhar o programa como pretendíamos. Alcançámos um bom conjunto de ‘upgrades’ no monolugar com que vamos iniciar a temporada, ao mesmo tempo que estou muito entusiasmado com a introdução do novo carro, mais à frente na competição. Esta temporada será mais especial por razões óbvias, mas estou plenamente confiante na capacidade da Fórmula E em promover eventos seguros, tal como o provaram conseguir fazer em Berlim no ano passado. Estou, por isso, pronto para regressar às pistas.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.