Miguel Oliveira feliz com a confirmação do regresso do MotoGP a Portugal

0
  • Piloto português, que vai alinhar na equipa de fábrica da KTM, assinalou “o retorno a casa”

O piloto português Miguel Oliveira recordou esta sexta-feira a vitória no Autódromo Internacional do Algarve (AIA), em Portimão, após o anúncio da realização do Grande Prémio de Portugal de MotoGP, em 18 de abril.

“Lá vamos nós outra vez”, escreveu o piloto natural de Almada, o único português a disputar a categoria rainha do motociclismo de velocidade, em legenda a uma fotografia de 22 de novembro de 2020, quando venceu a corrida no circuito algarvio.

Miguel Oliveira, que vai alinhar na equipa de fábrica da KTM, depois de dois anos na satélite Tech3, assinalou “o retorno a casa”, após a organização do Mundial ter confirmado a realização da terceira etapa do Mundial no Algarve, depois de duas provas em Losail, no Qatar.

O português concluiu a sua segunda temporada na categoria rainha do motociclismo no nono lugar da classificação de pilotos, depois de se ter estreado com o 17.º posto, em 2019.

Na sequência do adiamento das corridas marcadas para Argentina (11 de abril) e Estados Unidos (18 de abril), devido ao aumento de casos provocados pela pandemia do novo coronavírus, o AIA recebe pelo segundo ano consecutivo o Grande Prémio de Portugal de MotoGP, depois de 12 edições, entre 2002 e 2012, sido disputadas no autódromo do Estoril e a de 1987 no circuito de Jarama, em Espanha.

Em 22 de novembro de 2020, Miguel Oliveira conquistou em Portimão o ‘Grand Chelem’, ao juntar a liderança durante toda a corrida à ‘pole position’ e conseguindo a volta mais rápida, naquela que foi a sua segunda vitória na competição, depois do triunfo em Estíria, na Áustria, em 23 de agosto.

O calendário do Mundial de MotoGP de 2021 tem agora previstas 19 corridas, mantendo como reserva o circuito de Mandalika, na Indonésia, e aguardando pelo reagendamento das provas na Argentina, nas Termas de Río Hondo, e nos Estados Unidos, no circuito das Américas.

O campeonato encerra em Valência, em 14 de novembro, depois de a temporada de 2020 ter terminado em Portimão.

O espanhol Joan Mir (Suzuki) é o detentor do título mundial, depois de ter sucedido ao compatriota Marc Márquez, campeão em 2013, 2014, 2016, 2017, 2018 e 2019.

Fonte: Lusa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.