Dia difícil para Lourenço Rosa e Joaquim Dias

0
  • Lourenço Rosa e Joaquim Dias perderam tempo e posição por entre os SSV
  • Navegação complicou etapa maratona

E à oitava etapa no Dakar chegaram as verdadeiras dificuldades para Lourenço Rosa e Joaquim Dias que tiveram várias atribulações para ultrapassar e conseguir chegar ao final da etapa.

Mais um furo, uma roda que empenou e um erro de navegação condicionaram o andamento e ditaram a perda de algum tempo, ao que se somou uma penalização de 20 minutos a adicionar ao tempo total de prova, com a equipa a cair para a 11ª posição da categoria T4 SSV.

“Não foi uma etapa que nos tenha corrido bem, foi um dia complicado mas conseguimos acabar a etapa que é o mais importante. Tivemos um furo e depois um problema numa roda que ficou torta e tornou o carro muito instável nos últimos quilómetros.

Não forçamos o ritmo, ainda assim acabamos por falhar na navegação, perdemo-nos e optamos por descartar a passagem num dos waypoint, falhamos esse ponto de controlo o que nos valeu uma penalização.

Chegamos ao fim do dia, continuamos nesta nossa aventura do Dakar, terminamos a etapa e se algumas correram melhor, esta não foi mesmo a melhor. Amanhã voltamos e continuamos em linha com o nosso objetivo na prova em que ambos nos estreamos, queremos chegar ao final em Jeddah e já faltou mais para o conseguirmos. Estamos focados e amanhã já não nos lembramos das dificuldades de hoje, exceto a parte em que aprendemos sempre com o que não corre tão bem quanto gostaríamos.”

A nona etapa do Dakar terá 465 quilómetros cronometrados, e levará os concorrentes para junto do Mar Vermelho, antes de voltarem a entrar nas zonas de areia e deserto da Arábia Saudita. Se à partida pode até parecer uma etapa mais simples, é necessário muita atenção pois a areia nem sempre tem a consistência necessária para permitir andar a fundo, e a experiência do terreno será fundamental para evitar as armadilhas que podem vir a encontrar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.