Penalização condicionou José Correia em Portimão

0

José Correia e JC Group Racing Team estiveram em posição de lutar pelos primeiros lugares na penúltima prova do Open de Portugal de Velocidade by Michelin, disputada no passado fim de semana, no Autódromo Internacional do Algarve. Penalização de 30 segundos na derradeira corrida impediu piloto bracarense de ir além do 3.º lugar.

Depois de se ter sagrado campeão nacional de Montanha, com a vitória na última Rampa da Arrábida, José Correia rumou ao sempre espetacular Autódromo Internacional do Algarve para a penúltima ronda do Open de Portugal de Velocidade. O piloto de Braga, que no passado já tinha levado o Nissan GT-R GT3 ao triunfo no Algarve, teve um fim de semana difícil, marcado por uma penalização muito discutível na terceira e última corrida, que o levou a terminar no 3.º lugar da geral absoluta e no 2.º posto entre os GT em pista.

“Com a chuva tivemos de encontrar um set-up adequado para o nosso Nissan e na Corrida 1 estava muito difícil segurar o carro em pista”, afirmou José Correia, sobre a corrida inaugural, que terminou no 5.º lugar da geral, 4.º entre os GT. “Na segunda corrida ligámos as barras estabilizadores e o carro ficou bastante melhor. Na Corrida 3 passámos para o comando da corrida, mas depois da paragem nas boxes saímos para a pista no 2.º lugar e o piloto que ia à minha frente começou a tapar todas as trajetórias, até cometer um erro e alargar. Quando regressou à trajetória, deu-me um toque mas no final os comissários penalizaram-me a mim em 30 segundos, o que me fez baixar ao 3.º lugar. Penso que foi uma decisão algo estranha, até injusta, mas as corridas às vezes são assim”, referiu José Correia, que vai agora tentar terminar a época com uma vitória no Circuito do Estoril, nos dias 12 e 13 de dezembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.