Gonçalo Ribeiro na recta final de 2020

0

A equipa Lousaestradas e Gonçalo Ribeiro chegaram à hora de todas as decisões, agora que se colocam a um passo do título nacional de PreMoto3 no CNV Moto – Campeonato Nacional de Velocidade. Depois de nova passagem por território espanhol, na quinta prova do Campeonato de Espanha de Velocidade, o ESBK, o Circuito de Navarra foi palco da penúltima jornada da temporada 2020, que marcou também a segunda passagem pelo traçado situado na povoação de Los Arcos, com a estrutura e piloto de Lousada a averbarem classificações novamente no ‘Top10’.

Dada à sua tardia realização, este foi um fim-de-semana marcado pelas baixas temperaturas em pista e chuva na fase inicial do evento que, no final do mesmo, viria a ser de condições perfeitas, recompensando o esforço da equipa portuguesa. Optando por não entrar em pista no primeiro dia de treinos livres, quinta-feira, toda a equipa atentou à preparação do dia seguinte, com a finalidade de aprimorarem as soluções técnicas alcançadas na prova anterior aqui realizada, ainda que com diferentes temperaturas e estados de pista diferentes. Uma tarefa executada na perfeição, com a melhoria de tempos patente nas tabelas de resultados na jovem e competitiva classe do ESBK, reflectidas também nos tempos de todos os pilotos.

Ainda que com uma queda sofrida no decorrer de Sexta-feira, derivada às dificuldades ao nível de tração e ‘grip’ sentidas na sessão qualificativa a contar para a corrida destinada às jovens promessas mundialistas, a 13ª posição na grelha de partida estava além das expectativas inicias de todos no seio da equipa Lousaestradas. Após a adopção de nova estratégia para a primeira corrida, Gonçalo saltou do seu lugar para a sétima posição nas voltas iniciais. No desenrolar das 13 votas que compunham uma das principais corridas da tarde, ‘GR73’ conservou a sua posição até ao momento em que as dificuldades sentidas anteriormente voltaram a ser notórias, fazendo-o perder posições até cruzar a linha de meta na 10ª posição final.

Domingo, na sessão de ‘warm-up’, o jovem piloto viria a confirmar o ritmo do dia anterior, classificando-se novamente dentro dos dez melhores. A segunda corrida viria a sorrir de maneira diferente para o jovem piloto Lousadense, colocando-o novamente na sétima posição da cabeça da corrida. Desta feita, conservou a sua posição até à derradeira fase da prova, numa luta intensa com o oitavo classificado no momento. Ribeiro tudo fez para manter a progressão, mas viria a ceder aos ataques do seu adversário, colocando-o na oitava posição final, após uma das lutas mais interessantes na segunda presença em Navarra. Gonçalo terá agora a derradeira jornada nacional para tentar a consagração do título português na classe homóloga do nacional português, estando a pouco mais de uma mão cheia de pontos para o concretizar.

Gonçalo Ribeiro #73

“Foi um fim-de-semana muito positivo em Navarra, nos treinos livres não rodámos no primeiro dia devido às condições atmosféricas, com temperaturas muito baixas e chuva. Sabíamos que as condições iriam melhorar, ainda assim na sexta-feira sofri uma queda sem consequências devido à baixa temperatura da pista. Na qualificação as temperaturas teimaram em não subir, o que nos dificultou o progresso nos tempos, não fomos além do 13º lugar na grelha.

Na primeira corrida arranquei bem e segui com os sete pilotos mais rápidos durante algumas voltas. Na parte final da corrida sofri algumas dificuldades com os pneus, que me fizeram perder três posições, cruzando a linha de meta na 10ª posição. No domingo voltei a arrancar da 13ª posição e consegui chegar novamente ao grupo da frente, na sétima posição. Estive envolvido numa grande luta até ao final, acabando a corrida na oitava posição.”

Agora partimos para o Estoril muito motivados, mas também muito cautelosos. Embora sejam poucos os pontos que me separam deste título muito trabalhoso, também temos a perfeita consciência das adversidades no nosso caminho. Parece fácil, mas sem dúvida não é. Teremos de atacar, mas ser muito regulares, não podemos arriscar nada e sabemos que os nossos adversários virão com toda a força. Estamos preparados para o que temos pela frente e se tudo correr bem, poderemos alcançar os nossos objectivos.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.