Pesar geral pela morte de Laura Salvo no Rali Vidreiro Centro de Portugal

0

Peugeot Rally Cup Ibérica

A organização e patrocinadores da Peugeot Rally Cup Ibérica vêm apresentar sentidas condolências à família e amigos da jovem co-piloto Laura Salvo, que perdeu a vida esta manhã na sequência de um acidente ocorrido no Rali Vidreiro Centro de Portugal.

Laura Salvo acompanhava o piloto Miquel Socias num dos Peugeot 208 R4 e o acidente de que foi vítima teve lugar na primeira prova especial da prova tendo sido assistida no local, onde foi declarado o óbito. Esta prova marcava a estreia da jovem co-piloto na Peugeot Rally Cup Ibérica.

Pedro Almeida e Hugo Magalhães

Um dia muito triste para os Ralis

«Quando saímos para a estrada num Rali, partimos conscientes do risco, conscientes dos limites, conscientes de que apesar de toda a segurança, continuamos a correr no risco. Hoje estamos destroçados com o que aconteceu com a Laura Salvo, num momento que nos deixou a todos aterrados». Um acidente logo na primeira especial do Rali Vidreiro acabou por determinar o fim da prova, uma decisão tomada já depois de os pilotos da Peugeot Rally Cup Ibérica terem decidido parar a sua prova, depois de anunciado que a co piloto espanhola havia perdido a vida num acidente registado no inicio do rali.

«Quando tomamos conhecimento do que aconteceu decidimos desde logo não sair à estrada, por respeito pela Laura Salvo e por toda a sua família, com quem nos solidarizamos» disse Pedro Almeida.

Pedro Almeida e Hugo Magalhães lideravam a corrida na Peugeot Rally Cup Ibérica e haviam tido uma manhã muito positiva, ao vencer a primeira especial da prova entre os 208Rally4. «O que havia sido uma manhã positiva para nós, passou para o menos relevante do Rali e este é um dia muito triste para todos aqueles que estão na competição» acrescentou o piloto.

Pedro Almeida e Hugo Magalhães tem agendada nova corrida dentro de duas semanas, em Espanha no Rally das Astúrias.

Armindo Araújo

A quinta prova do Campeonato de Portugal de Ralis terminou mais cedo que o previsto, após um grave acidente, na primeira especial de classificação, que vitimou Laura Salvo, navegadora do piloto espanhol Miquel Socias, participantes da Peugeot Rally Cup – Ibérica.

Num dia marcante para o desporto automóvel e com a decisão da organização em cancelar as restantes provas especiais, as palavras de todo o Team Armindo Araújo / The Racing Factory vão para família e amigos da jovem espanhola.

“Estamos todos consternados com o que aconteceu e num dia como este pouco há a dizer. Uma palavra de apoio para os familiares, amigos e equipa da Laura (Salvo). Qualquer vida se sobrepõe à parte desportiva e o cancelamento do rali é totalmente compreensível”, disse, em nome de toda a equipa, Armindo Araújo.

Em termos desportivos, e com esta prova a contar apenas 25% da sua pontuação, ficarão a faltar dois ralis para terminar o campeonato. “Teremos dois ralis pela frente e tudo está ainda por decidir”, afirmou o piloto do Skoda Fabia R5 Evo.
A próxima prova do Campeoanto de Portugal de Ralis está agendada para os dias 30/31 de outubro, com a realização do Rali Terras D’Aboboreira.

ARC Sport

Uma prova demasiado triste para toda a equipa

A 5ª prova pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis não chegou ao fim. Um violento acidente na segunda curva do primeiro troço, acabou com a vida da jovem navegadora espanhola Laura Salvo de apenas 21 anos.

Num desporto aliciante, mas sempre arriscado, onde estas notícias não deveriam acontecer, esta foi uma prova demasiado triste, onde se lamenta profundamente a morte da jovem Laura Salvo. Toda a equipa da ARC Sport ficou consternada com o sucedido, endereçando à família da jovem o mais profundo sentido de pesar.

Ricardo Teodósio

“É um momento triste e que nos faz sempre refletir”

O Rali Vidreiro – Centro de Portugal, quinta prova do Campeonato de Portugal de Ralis, teve apenas três especiais cronometradas, sendo depois cancelado devido ao trágico falecimento da jovem navegadora espanhola Laura Salvo. Um momento difícil para qualquer interveniente direto na modalidade, com Ricardo Teodósio e José Teixeira a deixarem a vertente desportiva para segundo plano.

“É um momento triste e que nos faz sempre refletir”, referiu Ricardo Teodósio. “Não há muito que possamos dizer, a não ser enviar os nossos profundos sentimentos à família e amigos da Laura Salvo.”

Na altura do cancelamento da prova, a dupla do Team Vito Skoda estava no 2.º lugar da geral, a 2,6s do primeiro lugar, e preparava um assalto à liderança na PE4. Como apenas foram cumpridos um terço dos quilómetros inicialmente previstos, as equipas deverão acumular 25 por cento dos pontos, o que aproxima Ricardo Teodósio e José Teixeira do topo do campeonato.

Eduardo Veiga

O Campeonato Centro de Ralis deveria ter prosseguido este sábado, no Rali Vidreiro – Centro de Portugal, mas um acidente no primeiro troço da prova, na Marinha Grande, acabou por vitimar a navegadora espanhola Laura Salvo. Eduardo Veiga, que regressava ao volante do Ford Escort RS Mk2, não deixou de expressar a sua consternação pelo sucedido.

“Saímos do parque fechado para começar a prova e minutos depois soubemos que o rali tinha sido cancelado”, referiu o piloto de Águeda. “É uma infelicidade e uma tragédia a todos os níveis. Para qualquer piloto e amante dos ralis, esta é a última coisa que queremos ouvir. Não chegámos a iniciar o primeiro troço, mas confesso que compreendi perfeitamente a decisão da direção de prova de cancelar o rali. Não havia condições psicológicas para continuar. Os meus sentimentos à família e amigos de Laura Salvo”, endereçou Eduardo Veiga.

Paulo Neto

Ao marcarem presença no Rali Vidreiro, Paulo Neto / Vitor Hugo pretendiam ter uma prova em crescendo ao volante do Skoda Fabia R5, aproveitando sobretudo o conhecimento do terreno para evoluir a sua condução a cada especial de classificação. Porém, o Rali Vidreiro acabou por ser fortemente encurtado pela organização devido a um acidente que vitimou a jovem navegadora espanhola Laura Salvo.

“Em primeiro lugar, quero lamentar o sucedido. São momentos que nenhuma equipa de ralis está preparada para passar e quando isto acontece acaba por nos afetar a todos nós que praticamos este desporto, apesar de sabermos os riscos que corremos nunca estamos preparados para uma situação destas. Os meus pêsames à família, amigos e equipa da Laura Salvo. Quanto à decisão da organização de acabar com o rali após este acidente, entendemos que foi a decisão mais correta”, afirma Paulo Neto.

Sérgio Brás

“Ficámos todos chocados. As minhas condolências à família de Laura Salvo”

Sérgio Brás ficou visivelmente consternado com o infeliz acidente que vitimou a jovem navegadora Laura Salvo durante o Rali Vidreiro – Centro de Portugal. O piloto de Almada, que foi navegado por Paulo Fiúza, minimizou o 3.º lugar obtido no Challenge R2 & You.

Conhecido pelo seu espírito de verdadeiro aficionado dos ralis, Sérgio Brás lamentou o acidente que vitimou a jovem Laura Salvo, que participava no Rali Vidreiro – Centro de Portugal. No final das primeiras três especiais do rali, o piloto de Almada e toda a caravana da prova foram informados do falecimento da navegadora espanhola, compreendendo a decisão da direção de prova de cancelar o resto do rali.

“É daquelas notícias que nunca queremos receber, principalmente quando somos apaixonados por este desporto tão belo mas que, ao mesmo tempo, também envolve riscos”, afirmou Sérgio Brás. “Ficámos todos obviamente chocados e envio daqui as minhas sinceras condolências à família de Laura Salvo. Fizemos um bom rali, terminámos no 3.º lugar do Challenge mas nesta altura isso pouco ou nada importa, depois tudo o que aconteceu”, referiu o piloto de Almada.

J. SILVAS RALLY TEAM

“ESTAMOS MUITOS DESOLADOS COM O QUE ACONTECEU”

O Rali Vidreiro Centro de Portugal ficará para sempre guardado pelo pesar que se abateu por toda caravana com o infortúnio que se abateu sobre a dupla espanhola que sofreu um grave acidente de onde resultou o falecimento da jovem navegadora Laura Salvo. Quando se preparavam para dar início à sua prova, a organização do Rali Vidreiro Centro de Portugal, em sinal de luto, cancelou a prova devido ao acidente que vitimou a jovem navegadora de apenas 21 anos.

“Sabemos que este desporto é muito perigoso e arriscado e estamos cientes dos riscos mas nunca esperamos receber notícias destas. Lamentamos profundamente o falecimento da jovem navegadora Laura Salvo. Estamos muito desolados com o que aconteceu. Estamos solidários com a família e amigos”, lamentou Armando Carvalho.

“A organização agiu bem e tomou a decisão mais correta nesta situação tão triste e desoladora como esta. Em nosso nome, da nossa equipa e dos nossos patrocinadores lamentamos o sucedido e endereçamos as nossas mais profundas e sentidas condolências à família e amigos da jovem navegadora”, conluio, triste e cabisbaixo o piloto de Vila Nova de Poiares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.