Tiago Monteiro com vida difícil na Eslováquia

0

Tiago Monteiro estava muito determinado em contrariar os resultados das jornadas anteriores do FIA WTCR este fim-de-semana na Eslováquia, no entanto, não encontrou facilidades e os resultados que conseguiu ficaram muito aquém das suas ambições devido a dificuldades sentidas com o carro. Se o ‘balance of performance’ já não ajudava, problemas de aceleração e velocidade de ponta tornaram a tarefa uma verdadeira odisseia.

Tiago, ao volante do Honda Civic Type R TCR #18 enfrentou hoje as três corridas do fim-de-semana. Foi 13º na primeira, 10º na segunda e na terceira foi obrigado a abandonar com o radiador furado. Apesar de tudo os pontos somados são importantes: “Não foi o fim-de-semana que estávamos à espera em termos de resultados. Não é fácil arrancar na segunda metade da grelha e sabíamos que os problemas no carro não iam ajudar em nada. É frustrante porque sentia-me bastante confiante e sei que tinha a capacidade por lutar pelos lugares da frente. Acho que isso foi visível com o número de ultrapassagens que consegui nas partes mais técnicas da pista mas não foi possível evitar perder posições nas rectas longas onde o carro perdia consideravelmente. Fiz o que pude e os resultados foram os possíveis”, começou por referir Tiago Monteiro.

A próxima jornada é já no próximo fim-de-semana na Hungria. O campeonato chegou agora a meio e Tiago sabe: “Que temos de continuar a melhorar o carro. Não temos muito tempo mas vamos analisar toda a informação e procurar dar um passo em frente. Temos também a missão de ajudar a Honda a ser bem sucedida em termos de equipa. Queríamos estar numa posição diferente mas temos de aceitar e dar o melhor. É isso que vou fazer já com os olhos postos na Hungria”, concluiu.

Hungaroring receber já no próximo fim-de-semana de 17 e 18 de Outubro a quarta jornada da época.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.