Gonçalo Ribeiro com jornada azarada em Jerez

0

A primeira de duas passagens do ESBK – Campeonato de Espanha de Velocidade pelo circuito de Jerez de La Frontera – Ángel Nieto, que marcou a quarta prova da temporada 2020, esteve além do ideal para a equipa Lousaestradas e para o piloto Gonçalo Ribeiro. Embora o evento abrisse com boas aspirações para o jovem luso, com os tempos por volta a estarem próximos dos pilotos mais rápidos, sábado tudo mudou na sessão de qualificação.

O melhor acerto da Beon 250cc esteve difícil de alcançar e além das dificuldades sentidas, uma queda sofrida viria a deitar por terra as chances de um resultado melhor. Ainda assim, Ribeiro averbou a 12ª posição da grelha de partida da categoria PreMoto3. Na primeira corrida o jovem piloto seguiu com o grupo mais rápido após o arranque, mas as dificuldades aos comandos da sua moto estavam longe de ultrapassados, perdendo o contacto com a liderança gradualmente, cruzando a linha de meta na 11ª posição, após as 13 voltas completadas ao traçado andaluz.

A segunda corrida seria ainda mais complicada para a estrutura e piloto portugueses, que viram a sua moto parar ainda na segunda volta para não mais regressar à pista, ditando o abandono prematuro. A equipa já trabalha na solução para os problemas que assolaram o #73, que faz este ano a sua estreia na classe PreMoto3 do competitivo campeonato espanhol. A próxima ronda será disputada no Circuito de Navarra, um regresso a um traçado já visitado esta temporada e que certamente revelará uma evolução nos tempos e resultados alcançados.

Gonçalo Ribeiro #73

“No sábado estava muito animado após os treinos de quinta e sexta-feira, que correram muito bem. Nos treinos cronometrados, na fase final sofri uma queda que hipotecou um melhor resultado. Nesse momento senti que não estava tão rápido e que a primeira corrida seria difícil. Fiz tudo ao meu alcance mas não consegui alcançar o ritmo pretendido e no final, o 11º lugar está longe do que era o objectivo.

No domingo o ‘warm-up’ correu bem, baixei os meus tempos e ficámos mais confiantes, mas na segunda corrida a moto avariou na segunda volta e fui forçado a abandonar. Estamos a trabalhar na solução dos problemas que sentimos e esperamos voltar a ser rápidos já em Navarra, onde já estivemos e sabemos que podemos melhorar ainda mais. Não foi um fim-de-semana fácil, mas saímos confiantes no nosso trabalho.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.