Miguel Cristóvão vence na estreia

0

Miguel Cristóvão protagonizou uma estreia a roçar a perfeição nas Ultimate Cup Series, tendo conquistado a vitória no primeiro evento da temporada, que se disputou este fim-de-semana em Dijon, depois da pole-position de ontem.

O piloto português realizou o arranque e, muito embora tenha perdido a liderança, manteve-se no encalço do seu adversário, enquanto se distanciava dos seus perseguidores, pressionando-o insistentemente.

Os esforços de Miguel Cristóvão deram resultados quando estavam disputados doze minutos de prova, das quatro horas previstas, tendo o seu adversário entrado em pião, o que deu ao piloto do Ligier JS P3 #88 da Team Virage o comando.

A partir de então, o português passou a imprimir um andamento intenso, sendo consistentemente o piloto mais rápido em pista. No entanto, a vantagem que foi construindo foi-se perdendo devido a sucessivas situações de Safety-Car.

Porém, a Team Virage foi aproveitando as neutralizações da corrida a seu favor, uma vez que Miguel Cristóvão foi passando pelas boxes para reabastecer o carro, mantendo-se em pista durante mais de duas horas sempre com o depósito muito perto de estar testado. Apesar do peso extra face aos seus adversários, o português foi sempre um dos mais rápidos em pista, o que foi determinante para o resultado final.

Quando entregou o Ligier a Julian Wagg estava em terceiro, mas quando as estratégias convergissem no final, o carro número oitenta e oito tinha tudo para ascender ao primeiro lugar. Foi o que aconteceu quando Alessandro Ghiretti entrou em pista para o derradeiro turno da corrida.

O francês imprimiu um andamento fortíssimo rumo à vitória conquistada juntamente com Miguel Cristóvão e Julian Wagg na primeira prova da temporada da Ultimate Cup Series.

“Foi um grande resultado! Arranquei com algum cuidado, dado que sabia que tínhamos um carro muito competitivo e não queria arriscar a possibilidade de comprometer um resultado logo na primeira curva e, por isso, perdi o comando. Mas consegui pressionar o meu adversário a um erro e recuperei a liderança. Abri uma vantagem para os nossos adversários, mas houve muitas situações de Safety-Car e a equipa jogou bem estrategicamente, chamando-me para fazer paragens para reabastecer e para cumprir o nosso handicap. Acabei por estender o meu ‘stint’ para lá das duas horas, quando estava previsto ter a duração de 1h45m, mas estava a andar bem e a Team Virage preferiu manter-me em pista. Sabíamos que tínhamos vantagem estratégica e tanto o Julian como o Alessandro andaram muito depressa para ascendermos a primeiro e vencermos esta corrida”, afirmou Miguel Cristóvão.

Depois do primeiro evento da temporada o objectivo para 2020 fica ainda mais claro – vencer o campeonato. “Partimos para a época com o desiderato de conquistar o campeonato, mas desconhecíamos o poder dos nossos adversários. Depois de hoje, sabemos que os nossos oponentes são muito fortes e deverão ser ainda mais nos próximos eventos – os ingleses não puderem estar presentes este fim-de-semana devido às contingências da COVID-19 – mas sabemos que formamos um grupo forte e o triunfo de hoje demonstra que seremos um dos candidatos ao título”, concluiu Miguel Cristóvão.

A próxima prova da Ultimate Cup Series disputa-se em Magny-Cours, França, nos próximos dias 24 – 27 de Setembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.