Miguel Oliveira chega aos 150 Grandes Prémios

0

Miguel Oliveira atinge no próximo Domingo – 16 de Agosto – uma marca importante na sua carreira como piloto no campeonato do mundo ao realizar o seu 150º Grande Prémio. De regresso ao Red Bull Ring, onde no ano passado foi oitavo classificado após uma intensa corrida, o piloto de Almada quer ‘celebrar’ um dia bem especial com mais um excelente resultado aos comandos da sua KTM RC 16 e para marcar a data lançou mesmo uma T-Shirt comemorativa da data.

As 149 corridas até hoje realizadas por Miguel Oliveira foram divididas por quatro categorias, com maior quantidade de arranques em Moto3, classe onde realizou um total de 69 corridas. Em Moto2 meia centena de vezes viu o semáforo vermelho apagar para iniciar corridas, o mesmo sucedendo por 19 vezes nas 125cc e 12 na classe rainha, as MotoGP.

A primeira vez que fez ouvir o hino de Portugal no paddock foi no GP de Itália realizado no Circuito do Mugello no dia 31 de Maio de 2015, então na classe Moto3. Vitória à qual se seguiram mais cinco na mesma categoria. Em Moto2 venceu igualmente por seis vezes, a primeira em 2017 na Austrália no dia 22 de Outubro de 2017, sendo que tanto em Moto3 como em Moto2 foi vice-campeão do mundo em 2015 e 2018. Na história de Miguel Oliveira no campeonato do mundo constam ainda 34 pódios já que às 12 subidas ao degrau mais alto da ‘caixa’ se juntam mais 11 segundos lugares e outros tantos terceiros lugares, 4 ‘poles’ e 10 voltas mais rápidas em corrida.

Nos 149 GP’s até agora realizados o piloto competiu com sete motos distintas, desde a Aprilia RSA em 2011, passando depois pela Suter-Honda em 2012; Mahindra em 2013 e 2014 nas Moto3 e igualmente na mesma classe com a KTM em 2015. A estreia nas Moto2 em 2016 foi feita aos comandos de uma Kalex, regressando depois à KTM em Moto2 em 2017 e 2018 e finalmente em MotoGP com a marca austríaca que é aquela que mais defendeu na sua carreira, com metade dos seus dez anos de mundial – 2020 é o seu décimo ano no ‘paddock’ – a serem realizados em equipas de Matthigofen ou representantes da marca ‘laranja’.

Na sua carreira Miguel Oliveira alinhou apenas por duas vezes no GP de Portugal, em 2011 e 2012, arrancando em qualquer um desses momentos na primeira linha da grelha de partida, no terceiro posto, para terminar apenas em 2011 quando foi sétimo.

Para celebrar a data o Fan Club de Miguel Oliveira lançou uma T-Shirt relativa ao feito, que já está à na loja do site oficial do piloto e que terá um número de unidades produzidas limitado. A mesma tem um custo de 30 euros.

Os números de 149 GP’s

4 – Pole Position
7 – Motos
10 – Voltas mais Rápidas em Corrida (VMR)
12 – Vitórias
34 – Pódios
1297 – Pontos
2909 – Voltas em corrida
13.775,264 – Quilómetros em corrida

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.