Pirelli faz a antevisão do primeiro G.P. do ano

0
  • Jornada dupla em Spielberg para iniciar a temporada da F1 em 2020

Após uma pausa de mais de três meses desde Melbourne, a temporada de 2020 arranca finalmente com a habitual escolha de pneus para a Áustria: C2 (P Zero White/duro), C3 (P Zero Yellow/médio) e C4 (P Zero Red/macio).

A mesma escolha de pneus será aplicada a ambas as corridas no Red Bull Ring, que serão realizadas, pela primeira vez, em fins-de-semana consecutivos.

Os pilotos já possuem experiência com estes compostos, uma vez que são os mesmos da edição de 2019. Recorde-se que as especificações técnicas de toda a gama de pneus Pirelli para a edição de 2020 da Formula 1 são idênticas às do ano passado.

CARACTERÍSTICAS DO CIRCUITO

O Red Bull Ring – sucessor do Österreichring – conta com um tempo de volta curto, mas cheio de ação, com um asfalto liso e suave. Os dois principais fatores para o sucesso serão a tração e a travagem, além da capacidade de evitar o trânsito na qualificação. O facto de estarmos a falar de uma volta curta significa também que a diferença de desempenho entre os compostos deverá ser muito pequena.

As duas corridas serão realizadas, provavelmente, com temperaturas elevadas. No entanto, a localização da pista, nos Alpes da Estíria, não permite descartar uma certa variabilidade meteorológica.

Nas edições anteriores, as equipas completaram o Grande Prémio com uma só paragem nas boxes. Apesar da maioria das curvas do traçado serem para a direita, são as duas curvas à esquerda que apresentam maior complexidade. Isto significa que os pneus estarão relativamente frios quando chegarem a estes pontos.

Em edições passadas, no circuito de Spielberg, verificou-se o fenómeno de blistering, especialmente com temperaturas altas. No ano passado, com a introdução de novos compostos, a ocorrência desse problema diminuiu em grande medida, em particular no eixo traseiro (ainda que as temperaturas registadas em 2019 tenham sido consideravelmente mais elevadas do que as registadas em 2018).

MARIO ISOLA – RESPONSÁVEL PIRELLI NA F1

“Após uma longa e forçada pausa, regressa finalmente a competição! O Grande Prémio da Áustria deste ano será completamente distinto, sem espectadores e com a implementação de medidas especiais contra o Covid-19, contudo já havíamos implementado alguns destes procedimentos no Grande Prémio da Austrália. Portanto, operacionalmente, temos alguma experiência anterior com estas circunstâncias incomuns. Os pneus são exatamente os mesmos do ano passado, pelo que, provavelmente, neste fim-de-semana, o maior elemento variável será a “ferrugem” que as equipas e pilotos possam ter acumulado depois de tanto tempo longe da competição. Para compensar, algumas equipas aproveitaram as últimas semanas para treinar com carros de há dois anos em testes particulares, ou reservaram dias de filmagem com os carros atuais. Em ambos os casos, as equipas rodaram com pneus especiais cujas especificações estão muito longe das especificações da gama de 2020, pelo que, na próxima sexta-feira, todas as equipas vão começar em igualdade de condições.”

OUTRAS INFORMAÇÕES PIRELLI​

  • O segundo Grande Prémio previsto para o Red Bull Ring será denominado de Fórmula 1 Pirelli Grosser Preis der Steiermark (Grande Prémio da Estíria). Trata-se de uma das duas corridas anunciadas até agora com a Pirelli como title sponsor.
  • Os pilotos terão à sua disposição o mesmo número de conjuntos de pneus: dois conjuntos de pneus duros, três conjuntos de médios e oito conjuntos de pneus macios.
  • Os novos pneus Pirelli de 18” farão a sua estreia na ronda inaugural da Fórmula 2, competição que arranca igualmente neste fim-de-semana, na Áustria. O Red Bull Ring acolherá igualmente as rondas inaugurais da Fórmula 3, sendo que os carros contarão com pneus Pirelli de 13”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.