Abarth Rally Cup e ERC prontos para voltar a ligar os motores

0

Luca Napolitano, Responsável da Fiat e da Abarth para a região EMEA, e Jean-Baptiste Ley, Coordenador do ERC, fazem o balanço da Abarth Rally Cup, taça integrada no Campeonato Europeu de Ralis, enquanto se aguarda a próxima grelha de partida no Campeonato.

Enquanto esperamos que os motores voltem a fazer-se ouvir, Luca Napolitano, Responsável da Fiat e da Abarth para a região EMEA, e Jean-Baptiste Ley, Coordenador do Campeonato Europeu de Ralis (ERC), fazem o balanço dos sucessos desportivos do Abarth 124 rally e da Abarth Rally Cup, taça integrada no Campeonato Europeu de Ralis da FIA.

“Ao longo dos seus 70 anos de história, os Abarth competiram em todos os circuitos da Europa. De todos eles saíram vencedores. Hoje, com quase 100 vitórias na categoria, o 124 Rally continua a ser o carro a abater na classe R-GT”, disse Luca Napolitano. E prosseguiu: “No Campeonato Europeu de Ralis de 2019, o 124 rally ganhou 57 das 88 etapas especiais em que participou. Mal podemos esperar para regressar às pistas e voltar a vencer.”

O 124 rally atuou como embaixador desportivo em 16 países, em cerca de 150 provas internacionais e em 25 campeonatos nacionais e internacionais. Acumulou cerca de 100 vitórias na classe RG-T e afirmou-se na Taça FIA R-GT de 2018 e de 2019, tornando-se o carro a abater.

Globalmente, em três anos de competição o Abarth 124 rally correu mais de 300.000 km nas provas em que participou.

Em 2019, durante o ERC – onde se inclui a Abarth Rally Cup –, percorreu mais de 4000 km, 1200 km em contrarrelógio, com um total de 88 etapas especiais. Em 57 delas, o Abarth 124 rally venceu na sua classe.

Jean-Baptiste Ley afirmou: “No ano passado, a Abarth Rally Cup desempenhou um importante papel no Campeonato Europeu de Ralis. Estamos ansiosos para ver o Abarth 124 rally no campeonato FIA ERC assim que a época recomeçar.”

A Abarth Rally Cup revelou-se espetacular e envolvente, um misto de velocidade e aventura numa vasta variedade de pisos. Desde o liso e super-rápido alcatrão do Barum Rally Zlín, na República Checa, até ao Rally da Hungria, passando pelos acidentados trilhos de terra do Raly Liepāja, na Letónia, e pelo Rally da Polónia, até às sinuosas estradas de montanha do Rally Islas Canarias e ao Rally de Roma Capitale, os concorrentes enfrentaram condições meteorológicas muito diferentes, de chuvas torrenciais a um sol ardente, com um calor sufocante. No fim, o italiano Andrea Nucita foi o vencedor, à frente do polaco Dariusz Poloński e do espanhol Alberto Monarri.

Em 2019, a Abarth participou também no FIA R-GT 2019, campeonato dominado pelo Abarth 124 rally, onde arrebatou os três primeiros lugares, com o italiano Enrico Brazzoli a vencer em Monte Carlo, na Volta à Córsega e em Sanremo. Este foi mais um longo e desafiante campeonato, constituído por oito prestigiadas provas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.