Pirelli lança o novo Cinturato P7

0
  • O pneu com um composto ‘inteligente’ que se adapta à temperatura e às condições de condução
  • Maior segurança, eficiência e conforto: devido a um programa de desenvolvimento em conjunto com fabricantes de carros Premium.

A Pirelli apresenta a nova geração de um dos seus pneus mais emblemáticos, o Cinturato P7, um pneu de verão de alto desempenho que oferece maior segurança, eficiência e sustentabilidade. Esta nova variante amplia a herança bem-sucedida da família Cinturato, cuja história conta com mais de 70 anos, capitalizando todos os ensinamentos derivados do desenvolvimento contínuo do seu modelo anterior. O novo produto já está à venda no mercado de reposição e, além disso, já alcançou 70 homologações, um número que chegará a cem, no final de 2020.

O NOVO PIRELLI CINTURATO P7

A partir da geração anterior, lançada em 2009, que se tornou líder em homologações, o Cinturato P7 foi atualizado e melhorado constantemente graças às parcerias entre a Pirelli e os fabricantes de automóveis Premium de todo o mundo.

A última geração do Pirelli Cinturato P7 coloca em evidência as maiores prioridades atuais para os condutores: segurança e eficiência. Os engenheiros da Pirelli, através de um intenso programa de pesquisa e desenvolvimento, criaram um produto com altos níveis de tecnologia capazes de superar os compromissos típicos associados aos pneus. As novas tecnologias criadas para o Cinturato P7 são capazes de conciliar requisitos conflituantes, tal como um bom desempenho em piso molhado e a baixa resistência ao rolamento, atingindo um novo padrão tecnológico para satisfazer condutores e fabricantes de automóveis de todo o mundo. As inovações técnicas do Cinturato mais recente incluem um novo composto equipado com um tipo de ‘inteligência mecânica’ que pode adaptar-se de acordo com a temperatura ambiente: como se existissem dois compostos em um.

SEGURANÇA, CONFORTO E RESPEITO PELO MEIO AMBIENTE

A segurança é a principal característica do novo Pirelli Cinturato P7. O novo pneu, além de melhorar a manobrabilidade em piso seco e em piso molhado, em comparação com o seu antecessor, consegue também uma melhor resposta no que à aquaplanagem diz respeito: levando menos quatro metros para parar completamente quando a conduzir a 100 km/h. As inovações introduzidas pelos engenheiros da Pirelli também melhoram o conforto acústico (graças a uma diminuição do ruído gerado pelo rolamento) e o conforto de condução, com o novo pneu a ser mais capaz de absorver solavancos. A vida útil dos pneus aumenta em seis por cento, o que significa que os pneus devem de ser trocados com menos frequência. A resistência ao rolamento também diminui em média o equivalente a uma classe (menos 12%), melhorando o consumo de combustível em 4% (medido no ciclo WLTP), bem como as emissões de CO₂.

O COMPOSTO “INTELIGENTE” QUE SE ADAPTA À TEMPERATURA

Uma das principais inovações da nova geração do Cinturato P7 reside num dos elementos chave em todos os pneus: a banda de rodagem. Este elemento, que está em constante contato com a estrada, conta com uma fórmula enriquecida com resinas de silício específicas que ajudam a aumentar a aderência e a melhorar a função dos polímeros do pneu. Estes são materiais elásticos sintéticos que são quimicamente modificados para melhorar a interação com o silício – e esses polímeros podem mudar de acordo com a temperatura. Isso significa que o novo composto beneficia de uma espécie de “inteligência mecânica” graças à melhor distribuição das partículas de silício e a uma interação mais eficaz entre elas. Como resultado, as características do pneu podem mudar de acordo com as condições de condução e temperatura, proporcionando ao condutor um maior alcance operacional.

UNA BANDA DE RODAGEM NASCIDA DA REALIDADE VIRTUAL

Todas as partes que compõem o desenho da banda de rodagem do novo Cinturato P7 têm uma função específica: desde as ranhuras laterais e longitudinais, cujo padrão se destina especificamente a evacuar a água da maneira mais eficiente possível, até aos blocos do ombro projetados especificamente para reduzir ao mínimo a distância de travagem, tanto em piso molhado como em piso seco. Mas ainda há mais, o desenho e a rigidez da distribuição desses blocos permitem que o novo Cinturato conte com uma maior zona de contato durante as curvas, proporcionando uma experiência de condução segura e precisa em todas as condições (o que também beneficia o conforto). Tendo sido com a ajuda de simulações virtuais que posteriormente foram colocadas à prova no asfalto, o processo de desenho do pneu contribuiu para otimizar a condução e o conforto acústico para o condutor.

DISTÂNCIAS DE TRAVAGEM REDUZIDAS GRAÇAS A UMA MELHOR “LIGAÇÃO” COM OS SISTEMAS ELETRÓNICOS DO CARRO

A capacidade do pneu de ‘conversar’ com os sistemas eletrónicos de auxílio à condução existentes é outra área na qual os engenheiros da Pirelli também focaram os seus esforços. No caso do ABS, por exemplo – tendo em conta uma comparação entre carros e pneus idênticos -– um desenho da banda de rodagem otimizado para trabalhar em sinergia com os sistemas eletrónicos do carro é capaz de travar mais rapidamente. Testes realizados à travagem a 100 km/h demostraram que o novo Cinturato P7 precisa de menos quatro metros, em média, para parar: uma redução entre os 7 e os 10%.

O desenvolvimento do novo Cinturato, em colaboração com as principais fabricantes do mundo, através de modelos virtuais, permitiu que os pneus possam ser otimizados de maneira ideal para trabalhar em conjunto com os sistemas de auxílio à condução existentes. Um bom exemplo são os sistemas de auxílio à manutenção na faixa de rodagem. Se combinados com um pneu “desconhecido”, esses sistemas podem sentir a necessidade de efetuar correções contínuas, pois não estão familiarizados com a dinâmica específica do pneu. Se o mesmo carro estiver equipado com um novo Cinturato P7, com a marcação específica desse fabricante constante no flanco, o sistema de auxílio à manutenção na faixa de rodagem não precisará de realizar constantemente essas correções, pois conhecerá o pneu ‘do coração’.

MAIS ADERÊNCIA E MENOS DESGASTE GRAÇAS A NOVOS MATERIAIS

Os materiais específicos do novo Pirelli Cinturato P7 oferecem maior resistência mecânica, além de garantirem melhores níveis de aderência em todas as situações de condução. O desgaste reduzido desse composto de ‘alta quilometragem’ permite percorrer uma maior distância com um conjunto de pneus, o que permite que os condutores poupem. Tal deve-se ao uso de polímeros no composto que têm um alto peso molecular: por outras palavras, cadeias de elementos químicos que são muito longos e, portanto, conferem ao pneu certas propriedades mecânicas, como maior a resistência à abrasão e maior durabilidade. O composto da banda de rodagem foi projetado para oferecer um equilíbrio ideal entre a estrutura e o piso, otimizando a área de contacto do pneu com a estrada, reduzindo o calor gerado durante a condução e contribuindo para um aumento da aderência e redução do desgaste.

MENOR CONSUMO DE COMBUSTÍVEL E IMPACTO AMBIENTAL GRAÇAS A UMA ESTRUTURA MAIS LEVE E MAIS EFICIENTE

O aumento da resistência mecânica do composto, só requer a utilização de menos materiais na zona da banda de rodagem (maximizando a vida útil do pneu) como também contribui para reduzir o peso geral do pneu, graças a uma revisão completa de todos os materiais utilizados. Menos material significa menos peso, menor resistência ao rolamento e um uso mais consciente dos recursos. Tudo isto contribui para um menor consumo de combustível, uma maior poupança por parte dos condutores e para uma redução do impacto no meio ambiente.

Os engenheiros da Pirelli também trabalharam nos materiais de reforço, sem comprometer a estrutura do novo Cinturato P7. O uso de cabos altamente resistentes à tração significa que uma redução no uso dos mesmos, tratando-se de uma contribuição adicional para a redução de peso. A redução do peso total foi um dos principais pedidos dos fabricantes de automóveis, de forma a ajudá-los a atingir metas de emissões cada vez mais rigorosas em todo o mundo.

ELECT, RUN FLAT AND SEAL INSIDE: TECNOLOGIAS PIRELLI PARA AJUDAR TODOS OS CLIENTES

O novo Cinturato P7 conta, desde o seu lançamento, com as tecnologias mais conhecidas da Pirelli, adaptadas a todos os novos modelos de automóveis para os quais os pneus são homologados e para atender às necessidades dos condutores que têm requisitos específicos. Isso inclui a recém-lançada linha Pirelli Elect, que conta com um pacote de tecnologias especificamente adaptadas para carros elétricos ou híbridos plug-in, com um sistema de aderência instantâneo – em linha com as fortes características de desempenho dos motores elétricos-, menor resistência ao rolamento para maximizar o alcance da bateria e um índice de ruído reduzido. O novo Cinturato P7 também pode incluir as tecnologias Run Flat e Seal Inside, que permitem que os condutores continuem a conduzir mesmo após um furo. O primeiro sistema usa paredes laterais reforçadas para suportar o peso do carro; o segundo conta com a presença de um material selante que pode tapar orifícios instantaneamente até quatro milímetros de largura.

CINTURATO P7: O PREFERIDO PELOS FABRICANTES PREMIUM

O desenvolvimento do novo Cinturato P7 começou há cerca de três anos. Antes das versões de pós-venda, foram criados os pneus de equipamentos originais homologados pelos fabricantes. O novo P7 chega com mais de 70 homologações já confirmadas e até ao final de 2020 esse número deve aumentar para mais de 100. Cada uma dessas homologações específicas requer um programa dedicado de pesquisa e desenvolvimento, realizado em conjunto com todos os fabricantes envolvidos. Se falarmos de certificações com marcações específicas, o Cinturato P7 já possui 23 homologações na sua lista, além das mais de 100 obtidas por seu antecessor. Isto confirma o Cinturato P7 da Pirelli como o líder da sua categoria e a eleição preferida das marcas Premium.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.