Fórmula E acelera eletrificação da DS Automobiles

0

Desde o seu nascimento, a DS Automobiles tem colocado o foco na eletrificação. Esta estratégia, que remonta a 2014, permitiu já em 2019 eletrificar toda a gama de modelos, com o DS 3 CROSSBACK E-TENSE, o primeiro modelo 100% elétrico do seu segmento, com 320 km de autonomia WLTP (430 km NEDC), e o DS 7 CROSSBACK E-TENSE 4×4, híbrido plug-in com 300 cavalos de potência, consumo de apenas 1,3 litros de gasolina/100 km, 30 gramas de emissões de CO2 por km e 58 km de autonomia WLTP em modo zero emissões.

A eletrificação concebida pela DS Automobiles transmite uma visão diferente de performance, estilo, adrenalina e desenvolvimento sustentável. Primeiro construtor premium a envolver-se na Fórmula E, a DS Automobiles demonstrou o seu empenho na Investigação e Desenvolvimento através do desporto automóvel.

Com regulamentos que vão muito além do que se pratica num automóvel de produção, tais como a utilização de uma bateria de 900 V, a Fórmula E acelerou a pesquisa e o desenvolvimento de uma tecnologia que está em plena evolução. A DS Automobiles é o único construtor a registar vitórias em provas E-Prix em todas as temporadas, sendo também atualmente a detentora dos títulos de Equipas e de Pilotos, através da DS TECHEETAH e de Jean-Éric Vergne.

A experiência adquirida desde a primeira vitória em 2016 permitiu escolher as melhores opções para cada um dos seus modelos de série em termos de arquitetura: número de rapports e tipo de relações da caixa de velocidades, tipo de motor, equilíbrio entre binário e potência, etc. Se os componentes são diferentes entre os de um monolugar e os de um modelo de produção, os conceitos são os mesmos, encontrando-se a Fórmula E numa fase avançada que possibilita um contributo inegável para o desenvolvimento dos modelos E-TENSE.

Mas essa transferência de tecnologia vai além das escolhas arquitetónicas. O grande valor da equipa DS TECHEETAH é o de contar com um dos melhores sistemas de gestão de energia da Fórmula E. Embora o motor e o inversor sejam as peças fundamentais desse sistema, é, também, no software que se alcançam as maiores diferenças face à concorrência. Estas soluções, desenvolvidas ao longo de toda a temporada competitiva, oferecem uma experiência diretamente transportável para a gestão de energia dos carros de produção em série, sejam eles 100% elétricos ou PHEV.

Também o DS 3 CROSSBACK E-TENSE, numa versão estritamente de série, já mediu forças e enfrentou a realidade do desporto automóvel. Tendo alinhado à partida do eRallye Monte-Carlo, o mais prestigiado evento reservado a carros elétricos, venceu na categoria ‘Eficiência’, registando um recorde de 9,55 kWh/100 km, que mais nenhum veículo conseguiu igualar ao longo das 12 jornadas da temporada internacional. Isto bastou para comprovar as suas qualidades num confronto direto e em condições estritamente idênticas, perante outras referências do mercado.

Após o DS 3 CROSSBACK E-TENSE e o DS 7 CROSSBACK E-TENSE 4×4, prossegue o desenvolvimento da gama eletrificada com a chegada de diversas motorizações híbridas plug-in no novo DS 9. Por seu lado, a DS TECHEETAH continua com o desenvolvimento do monolugar DS E-TENSE FE20, com que atualmente lidera os campeonatos 2019/2020 de Equipas e Pilotos, este ano com o português António Felix da Costa, numa altura em que se aguarda o recomeço da temporada da Fórmula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.