Honda renova gama JAZZ em 2020

0
  • Honda introduz a nova tecnologia de airbag dianteiro central como standard no Novo Honda Jazz e: HEV;
  • A nova tecnologia faz parte de um conjunto de modificações que reduzem a probabilidade de lesões na cabeça e no peito dos ocupantes do veículo, em caso de impacto lateral;
  • O sistema de airbag é complementado por sistemas passivos e ativos, que incluem a tecnologia de estrutura corporal Honda ACE™ e o sistema de assistência ao condutor Honda SENSING;
  • O compromisso da Honda com a segurança excecional dos ocupantes, garante que o Honda Jazz continue a ser um dos veículos mais seguros do seu segmento.

Exemplificando o compromisso da Honda com a segurança dos passageiros, o Novo Honda Jazz é o primeiro dos modelos da marca na Europa e o primeiro modelo do seu segmento a introduzir a nova tecnologia de airbag dianteiro central como standard. O equipamento de segurança passiva recentemente introduzido é apenas um elemento de um pack abrangente de equipamentos de segurança e assistência ao condutor para o novo Honda Jazz, reforçando ainda mais a reputação do modelo como um dos mais seguros e fiáveis da Europa.

Novo sistema de airbag dianteiro central

O novo sistema de airbag dianteiro central é instalado na parte de trás do banco do condutor e expande-se até ao espaço entre o condutor e o passageiro. Este novo airbag, um dos 10 no Novo Honda Jazz, ajuda a evitar o contacto direto e a reduzir o impacto entre o condutor e o passageiro na ocorrência de uma possível colisão lateral. Para garantir que o airbag está corretamente colocado com precisão, de forma a oferecer a máxima proteção durante o acionamento, o airbag utiliza três amarras que guiam o airbag em redor do condutor de forma a protegê-lo durante uma curva.

O novo airbag dianteiro central funciona em conjunto com outras duas funcionalidades em caso de colisão lateral. Os pré-tensores do cinto de segurança presentes, tanto para o condutor como para o passageiro, trabalham para reduzir o movimento lateral do ocupante e são apoiados pelo apoio de braço central, que aumentou em altura. De forma geral, o impacto desta nova abordagem pode reduzir as lesões na cabeça em 85% para o passageiro mais próximo e 98% para o passageiro mais distante (Teste Interno da Honda).

Outras melhorias do Novo Honda Jazz incluem o sistema de airbag lateral traseiro. Esta estrutura dupla única de airbag, instalada no assento traseiro, é ativada com o objetivo de proteger os passageiros traseiros de impactos contra a porta e o pilar C em caso de colisão lateral. O airbag foi desenvolvido de forma compacta, com o intuito de não prejudicar a função exclusiva dos bancos mágicos do Honda Jazz.

Estes novos avanços na segurança dos passageiros ocorrem quando a organização europeia de proteção do consumidor para segurança de veículos (Euro NCAP) introduz novos requisitos de teste, em 2020, devido aos graves efeitos de colisões laterais. As novas avaliações expandirão o âmbito nas investigações sobre colisões laterais.

“A segurança dos passageiros detém uma extrema importância para os nossos designers quando desenvolvemos um novo modelo”, afirma Takeki Tanaka, Large Project Leader da Honda. “Redesenhamos por completo a última geração do Jazz desde o início, o que significa que pudemos incorporar novas tecnologias estruturais avançadas e as funcionalidades de segurança passiva mais recentes para fornecer uma proteção excecional contra todo o tipo de acidentes. Com a adição de um conjunto atualizado de funcionalidades de segurança avançadas e assistência ao condutor já de série, estamos confiantes que o Novo Honda Jazz continua a ser um dos carros mais seguros do seu segmento.”.

Além do novo airbag dianteiro central, um sistema de airbag SRS disposto em frente do joelho do condutor reduz o impacto nos membros inferiores e contribui para a melhoria da proteção dos passageiros na cabeça e no peito ao direcionar o movimento do corpo para a frente.

Segurança passiva desenvolvida na estrutura do veículo

O Novo Honda Jazz incorpora a tecnologia estrutural da Honda Advanced Compatibility Engineering™ (ACE™), que forma uma base para um excelente desempenho de segurança passiva, melhorando a proteção dos ocupantes contra colisões.

Uma rede de elementos estruturais conectados distribui a energia do impacto, de forma igual pela parte dianteira do veículo, reduzindo as forças transferidas para o compartimento dos passageiros. O ACE™ não protege somente o veículo e os seus passageiros ao dispersar a energia proveniente da colisão por toda a estrutura, mas também reduz a energia da colisão contra o outro veículo. O seu desempenho de segurança ajuda a proteger os passageiros de colisões com pequenos e grandes veículos.

Tecnologias de segurança ativa definidas como standard

As funcionalidades de segurança passiva do Novo Honda Jazz são complementadas pelo conjunto de tecnologias de segurança ativa e assistência ao condutor Honda SENSING, tendo sido melhoradas para o mais recente modelo. O ângulo mais amplo e a câmara com uma maior definição substituem a câmara com várias funcionalidades e o sistema de travagem ativa em cidade (CTBA) do Jazz relativamente à da geração anterior. A câmara identifica uma gama mais alargada de caraterísticas da superfície da estrada e do tráfego. Isto inclui, a deteção caso o veículo se aproxime da borda do pavimento, deteção da aproximação de outro veículo, deteção da passagem para outra faixa de rodagem sem indicação e sinais de trânsito. A câmara é também capaz de eliminar o embaciamento para um campo de visão nítido.

O conjunto melhorado de tecnologias Honda SENSING inclui:

O Sistema de travagem atenuante de colisões com uma operação noturna melhorada, de forma a detetar peões quando não existe iluminação pública nas ruas. Este sistema alerta, também, o condutor quando deteta um ciclista a atravessar a estrada. Para além disso, o sistema aciona agora os travões quando o Honda Jazz atravessa ou dirige-se no caminho de um veículo em aproximação. Esta função é ativada pela câmara de visão frontal, recentemente desenvolvida.
O Controlo inteligente da velocidade de cruzeiro adaptável gere automaticamente o espaço para o veículo na sua dianteira e permite que o veículo acompanhe o tráfego em velocidades baixas em caso de congestionamento (Função de seguimento a baixa velocidade).
O Sistema de assistência à manutenção na faixa de rodagem opera a partir de 72km/h em estradas urbanas e rurais – tal como em autoestradas com várias faixas de rodagem – para aumentar a segurança num maior número de situações.
O Sistema atenuante de saída de estrada auxilia o condutor a não se desviar da estrada. Este sistema alerta o condutor se detetar que o veículo se está a aproximar da borda do pavimento ou se um veículo se aproxima ou se atravessa para outra faixa de rodagem sem indicação.
O Sistema de reconhecimento da sinalização de trânsito utiliza a câmara de visão ampla frontal para detetar sinais de trânsito sempre que o veículo estiver a avançar. O sistema reconhece automaticamente e exibe os sinais no ecrã LCD de 7 polegadas, assim que o veículo tenha passado os sinais.
O Limitador inteligente da velocidade reconhece sinais de velocidade de tráfego e define o limite de velocidade. Se o sinal de trânsito demonstrar uma velocidade mais baixa comparativamente à velocidade real do veículo, aparecerá um indicador a piscar no ecrã do painel de instrumentos com um som de alarme e o sistema diminuirá gradualmente a velocidade do veículo.
O Acendimento dos máximos automático opera a velocidades superiores a 40km/h para ligar e desligar os faróis automaticamente, dependendo dos veículos que se aproximam no sentido contrário e das condições de claridade.
O Detetor de ângulo morto, completado com o Monitor de trânsito lateral, são standard no nível de equipamento Executive.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.