Lourenço Vicente é uma jovem promessa do motociclismo nacional

0

O piloto Lourenço Vicente iniciou o seu percurso no motociclismo em 2017, aliciado pela atividade desenvolvida pelos pais neste desporto em Portugal. Há mais de 25 anos ligado aos eventos desta área, o pai, Marco Vicente não foi o principal impulsionador da participação do jovem piloto em pista. Em Março de 2017, o Lourenço estabelece o seu primeiro contacto por iniciativa da mãe Nídia Vicente, que o incentiva a andar de mota e o introduz nas captações da Velocidade 2020.

O jovem piloto de Cascais que nasceu e cresceu no seio do Circuito do Estoril, rápido ganha a paixão pelo motociclismo, no qual se têm evidenciado fortemente.

Em Junho de 2017 realiza a sua primeira corrida, com apenas 7 anos, na Competição IMR 90. No ano seguinte, tem a oportunidade de competir no Troféu OHVALE da Miguel Oliveira CUP, por intermédio da Federação de Motociclismo de Portugal. A época fica a meio, resultado de uma queda onde parte um braço, no entanto conquista em 2018, o 6o lugar do Velocidade 2020 e o 9o lugar do Troféu OHVALE Miguel Oliveira CUP.

Em 2019, realiza Troféu OHVALE Miguel Oliveira CUP terminando em 6o lugar da geral e sobe três lugares na classificação, realiza também o Campeonato Velocidade 2020, onde termina em 8o lugar desta competição em 21 pilotos, apenas com duas provas realizadas .

Neste mesmo ano, Lourenço Vicente conhece o piloto Pedro Nuno, da Team Target com o qual estabelece desde inicio uma forte relação entusiasta. Surge o convite por parte da equipa para a integrar e poder vir a participar na Competição Moto Mir 5. Com o objetivo de “dar o salto” na sua jovem e promissora carreira, Lourenço aceita este novo desafio. Considerando, que o campeonato Moto Mir 5 em Espanha capta jovens pilotos numa fase evolutiva de carreira, ao atingir os 10 anos de idade, é este o momento ideal para o jovem piloto passar dos pequenos aos grandes circuitos.

Associada às competições de motociclismo está a boa performance escolar do piloto, pelo que a conciliação dos estudos com a modalidade é uma das grandes vantagens. Através da escola são incutidas ao piloto aptidões necessárias ao seu bom desempenho em pista. Método de trabalho, coordenação, postura e acima de tudo a concentração que a alta velocidade do motociclismo exige.

No presente momento, a equipa aguarda o restabelecimento da continuidade das competições na Velocidade em 2020 para puderem voltar às pistas. Serão agora tempos de dedicação e enfoque na parte escolar, para que o Lourenço possa regressar com toda a sua determinação às pistas, que aguardam por esta jovem revelação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.