Câmara de Murça aposta forte no “rejuvenescimento” da rampa

0

Há quase três décadas que a Rampa Porca de Murça é o evento de referência do concelho e, consciente da sua importância para a região, Mário Artur Lopes, presidente da Câmara de Murça, não tem poupado esforços, nos últimos anos, para manter “viva” uma das provas históricas do Campeonato de Portugal de Montanha. Para a edição deste ano, a decorrer no próximo fim de semana (7/8 Março), o CAMI Motorsport regista uma lista recorde de 55 inscritos, deixando antever uma jornada tão competitiva quanto emocionante.

“O município tem procurado, sucessivamente, criar condições para que a organização da prova seja de excelência, de modo a corresponder, ou mesmo superar, as expetativas de todos os intervenientes, incluindo os espetadores que acorrem em elevado número, e de forma entusiástica, às famosas Curvas de Murça”, sublinha o autarca, recordando que para além do reforço no trabalho de divulgação e promoção da prova, foi aumentada a segurança da mesma, através da colocação de mais 300 metros de rails de proteção. De registar, por outro lado, o aumento da “linha” de som ao longo do traçado e ainda a melhoria de condições do Parque de Assistência, quer ao nível da segurança quer da iluminação e disponibilização de pontos de energia elétrica.

Para o presidente da Câmara Municipal de Murça, Mário Artur Lopes, vale a pena o investimento num evento desportivo com a dimensão da rampa e não é apenas pela imagem e valorização do concelho. “Há, indiscutivelmente, um grande impacto financeiro no tecido económico da nossa região, refletido através da restauração, dos alojamentos ou da venda de produtos locais. A Rampa Porca de Murça gera incremento na atividade turística, o que representa uma mais valia e isso nos dias de hoje não é negligenciável”.

A Rampa Porca de Murça, prova de abertura do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, será também pontuável no Campeonato de Portugal de Clássicos de Montanha, na Taça de Portugal de Clássicos de Montanha e na Taça de Portugal de Montanha 1300.

Entre os destaques na lista de 55 inscritos desta primeira prova de rampa da temporada estão as estreias do BRC BR 53 do ex-campeão de Espanha Javier Villa por parte de Hélder Silva (vencedor da edição 2019 da Rampa Porca de Murça) e ainda do Tesla P100D Electric GT de Ricardo Gomes. O piloto de Braga guiará pela primeira vez em Portugal um veículo elétrico numa prova federada e é grande a expetativa de ver evoluir na rampa transmontana um “monstro” que debita uma potência de 778 cv e necessita de apenas 2,1 segundos para acelerar dos 0 aos 100 km/hora.

Referência ainda para o regresso, ainda que esporádico, de Pedro Salvador à montanha, ao volante do Caterham 420R, bem como a participação de Vítor Pascoal, campeão de Portugal de ralis GT, no Porsche 911 GT3 Cup.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.