Petrotec constrói nova unidade de produção de bombas de combustível na Índia

0
  • Aposta portuguesa, num mercado que vai abrir 15 mil novos postos de abastecimento só até 2021.
  • Um projeto que vai criar 400 empregos e que aponta a um volume de negócios superior a 30 milhões de euros.

A empresa portuguesa Petrotec – líder europeia e referência mundial em tecnologia e serviços para a distribuição e retalho de combustíveis – vai investir 3 milhões de euros numa nova unidade de produção de bombas de combustível, na Índia.

Já com tecnologia desenvolvida e em fase final de certificação, de acordo com a legislação indiana, a nova unidade industrial estará preparada para entrar em produção, ainda em 2020.

Como sublinha Nuno Cabral, CEO da Petrotec, “com este investimento estamos a reforçar a aposta feita há 20 anos, numa época em que poucas empresas viam na Índia uma oportunidade de negócio. Um projeto que, ao longo dos anos, foi crucial no desenvolvimento e fabrico de tecnologia. Agora entramos numa nova fase: a Petrotec também passa a fabricar equipamentos e soluções para a Índia. Uma aposta ambiciosa pela dimensão e elevada competitividade do mercado, mas também pela distância e contexto local. Mas, nesse particular, quero realçar o apoio dado pela embaixada da Índia em Portugal, bem como do Governo Português, através da embaixada de Portugal na India e da AICEP, que têm promovido a relação bilateral entre os dois países e dado um importante apoio a este projeto da Petrotec.”

Com uma das maiores e mais dinâmicas economias do mundo, a Índia está a apostar bastante no desenvolvimento das infraestruturas rodoviárias, sendo que, só até 2021, está prevista a construção de 15 mil novos postos de abastecimento[1]. Ou seja, também pelas duas décadas de presença direta no país, um mercado estratégico para a Petrotec, mas igualmente para Portugal… O estreitar das relações comerciais com a Índia está na agenda política, como prova a visita, em meados de dezembro, do primeiro-ministro, António Costa e o anúncio da visita de Estado do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, entre os próximos dias 13 e 17 de fevereiro.

Com este investimento, a Petrotec estima, no prazo de cinco anos, ultrapassar a fasquia dos 100 milhões de euros de volume de negócios do grupo, dos quais 30 por cento só no mercado indiano. A nova unidade industrial Petrotec vai ser implantada em Gandhinagar, capital do estado de Gujarat e terra natal de Mahatma Gandhi, onde vai gerar 400 novos empregos.

A Índia é um dos oito países (em quatro Continentes) onde o Grupo Petrotec está presente de forma direta, com a sua própria unidade de indústria e de negócio. Como reconhece Nuno Cabral, “o investimento na Índia vai de encontro à estratégia de reforço de globalização do Grupo Petrotec, alavancando toda a atividade na Ásia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.