Pedro Bianchi Prata mantém o quarto lugar absoluto

0
  • Etapa maratona sem assistência externa

Disputou-se a 10ª etapa, a primeira parte da jornada maratona onde a resistência dos pilotos foi posta à prova ao longo de 375 km, ao invés dos 574 km inicialmente previstos já que a organização optou, por razões de segurança, por encurtar a especial que levou a caravana do Dakar até ao Empty Quarter, um dos maiores desertos do mundo. Os 30 quilómetros de travessia de dunas previstos para o final da etapa já não foram percorridos.

À chegada ao acampamento apenas foi permitida a assistência entre os participantes e a dupla Conrad Rautenbach / Pedro Bianchi Prata manteve hoje o 4º lugar absoluto agora a apenas 6m30s da equipa que ocupa o terceiro lugar. Um lugar no pódio continua que será por certo discutido na segunda parte desta etapa maratona.

Amanhã, disputa-se a 11ª e penúltima etapa do Rali Dakar 2020. A comitiva terá pela frente um total de 744 km que vão ligar Shubaytah a Haradh dos quais 379 serão cronometrados. O dia começa com um espetáculo que se estende ao longo de 80 quilómetros pelas mais belas dunas do país para de seguida conduzir a comitiva pelos passos dos pioneiros que exploraram a região em busca de petróleo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.