Franco Sport em destaque nas 24 H TT de Fronteira

0
  • Pódio na Classe T3 e vitória na Classe C2 das 4 Horas TT para SSV

A Franco Sport marcou presença nas famosas 24 Horas de Todo-o-Terreno Vila de Fronteira onde esteve representada pelo quarteto composto por Manuel, Pedro e Tomaz Mello Breyner e Bernardo Simões que, aos comandos de um Yamaha YXZ 1000R conquistaram o terceiro lugar da classe T3 e foram a primeira equipa portuguesa a completar esta corrida de resistência aos comandos de um SSV.

Um resultado conseguido por via de um andamento extremamente regular, um grande cuidado com a mecânica do SSV e ainda com uma estratégia de mudança de turnos dos pilotos que acabou por ser a chave para a excelente posição alcançada, o 14º lugar da classificação final entre 85 participantes.

A anteceder a corrida de 24 horas disputou-se uma prova de 4 Horas destinada aos SSV onde o jovem Pedro Manescas repetiu o triunfo alcançado em 2018 na classe C2. Deixando o lugar de navegador que ocupa no CNTT conseguiu terminar em 10º da classificação geral demonstrando um excelente nível de pilotagem:

“Foi uma corrida gira. No início o piso estava muito escorregadio e a pista um pouco perigosa. Tentei manter a calma porque estávamos todos muitos juntos e o meu carro é limitado em termos de potência. Mas depois de fazermos a primeira paragem na box consegui alterar um pouco o rumo da corrida e gerir a corrida de forma mais eficaz. Voltei a gostar bastante da experiência porque fiz o CNTT todo como navegador ao lado do meu pai e sem dúvida que pilotar é diferente”, comentou no final da corrida Pedro Manescas.

Ainda no evento de 4 horas SSV, Mário Franco teve uma participação curta. Na 3ª volta, e numa fase de muitos despiques, o seu Yamaha sofreu um despiste e a reparação foi bastante demorada. Seria depois Rui Franco a levar o SSV até ao final. Já os estreantes, José Mota e Luís Almeida, que ficaram muito satisfeitos com a nova experiência apesar de terem sido forçado a terminar a sua participação mais cedo devido a uma avaria técnica.

Para Mário Franco a participação da equipa neste evento organizado pelo Automóvel Clube de Portugal foi mais um importante marco para a Franco Sport: ”esta corrida foi muito positiva para toda a equipa. Depois do sucesso do Pedro Mello Breyner no Dakar, o Yamaha do quarteto por ele chefiado voltou a demonstrar um excelente grau de fiabilidade e cumpriu com sucesso uma duríssima prova de resistência. Nos SSV voltámos a ter uma vitória. Também tivemos algumas situações menos felizes, mas as corridas nem sempre correm de feição. Apesar desses contratempos estamos muito satisfeitos e estamos certos de que esta jornada de Fronteira foi mais um sucesso para a Franco Sport”, referiu o diretor da Franco Sport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.