Fim de temporada perfeito para Francisco Abreu

0

Francisco Abreu terminou da melhor forma a temporada das GT4 South European Series, que teve hoje a sua derradeira etapa no Autódromo do Estoril, tendo vencido ambas as corridas para celebrar o título que tinha conquistado no Algarve.

A corrida matinal foi disputada com uma pista propícia para pneus slicks, muito embora tivesse ainda alguma humidade da chuva que caiu durante a noite.

Nestas condições, Miguel Cristóvão arrancou da quarta posição, mas rapidamente começou a recuperar e na segunda volta era já segundo. O piloto de Cascais não desistiu e começou a ganhar tempo face ao líder, que se cifrava já em mais de dois segundos, e no final da nona volta lançou um ataque ao primeiro classificado, suplantando-o na travagem para a Curva 1, já na décima volta.

A partir daí, Miguel Cristóvão abriu uma vantagem confortável para os seus perseguidores, situação em que entregou a Francisco Abreu o Mercedes-AMG GT4 da Veloso Motorsport. O jovem do Funchal imprimiu um andamento avassalador, tendo assinado a volta mais rápida da corrida a caminho do sexto triunfo da temporada.

Para a segunda corrida era o madeirense que realizava o primeiro turno, mas acabou por não realizar qualquer volta competitiva. A chuva e o nevoeiro que se abateram sobre o Autódromo do Estoril obrigaram que a prova se tenha iniciado com Safety-Car, sendo interrompida com bandeiras vermelhas pouco depois.

Enquanto as condições não melhoraram, os carros permaneceram parados na via das boxes e, com o tempo a contar, realizou-se a troca de pilotos com bandeiras vermelhas e sem que Francisco Abreu realizasse qualquer volta em ritmo de corrida.

A prova acabaria por ser retomada, depois de mais uma volta com Safety-Car, e Miguel Cristóvão apesar das condições extremamente difíceis, guindou-se ao comando para assegurar a sétima vitória da dupla.

Após mais dois triunfos, Francisco Abreu estava, evidentemente, satisfeito com o desfecho da última ronda das GT4 South European Series. “A segunda corrida não teve grande história para mim, mas o Miguel esteve irrepreensível, rodando num ritmo fortíssimo em condições muito complicadas. Foi uma performance fantástica. Na primeira, o Miguel esteve, uma vez mais, muito bem, entregando-me o carro na liderança, e eu pude imprimir um ritmo que me permitiu explorar os limites do Mercedes-AMG GT4. Diverti-me muito!”, afirmou o piloto da Madeira.

Depois de uma temporada de estreia no mundo dos GT em que obteve sete vitórias e venceu a Pro-Am Cup das GT4 South Europeans, sagrando-se Campeão, Francisco Abreu faz um balanço positivo do ano. “No início, tudo era novo para nós, mas fomos evoluindo gradualmente e ficando cada vez mais competitivos. Tivemos opositores muito fortes, como é o caso do Mariano Pires e do César Machado, assim como pilotos oficiais ou vencedores das GT4 European Series, mas conseguimos batê-los de igual para igual, o que me deixa muito satisfeito. Penso que eu o Miguel formamos uma dupla muito forte e vamos trabalhar para nos mantermos juntos”, concluiu o piloto do Funchal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.