João Martins com bom resultado no Estoril

0

João Rebelo Martins e Tomás Pinto Abreu, alcançaram a segunda posição do Group 1 Production Cup, a bordo de um Datsun 1200, nos “250 km do Estoril”. Com este resultado, Tomás Pinto Abreu sagrou-se campeão da Production Cup.

Foi o regresso do piloto oliveirense – que corre pelas cores da Eni, Vida Económica, Hotel Dighton, Fluidotronica, LOBA, Quinta do Estanho e Agência Paraíso -, ao Estoril, após em Setembro ter alcançado o segundo lugar a bordo do C1 do troféu Learn & Drive, e ao Datsun 1200.

“O Tomás pediu-me para o acompanhar na última corrida, tendo como objectivos o pódio e lutar pelo campeonato. O pódio só dependia de nós, e conseguimos o segundo lugar. O campeonato também sorriu ao “puto”, depois da infelicidade de Francisco Freitas e de Lourenço Raposo de Magalhães.”, referiu o piloto, acrescentando, “gostei muito de ter participado nas corridas de Jarama e do Estoril, da Race Ready e talvez volte para o ano!”.

Os treinos cronometrados foram discutidos à milésima entre Rebelo Martins e Miguel Neto, com Francisco Freitas a ir buscar a pole-position nos últimos minutos da sessão.

Na partida para os 250 Km do Estoril, as posições mantiveram-se nas primeiras voltas para, depois, Neto e Rebelo Martins a perderem alguns metros para Lourenço Raposo Magalhães e João Posser, estando alguns Minis no meio da luta dos Datsun.

A meio da prova e com estratégias idênticas, as equipas João Rebelo Martins/ Tomás Pinto Abreu e Miguel Neto/ António Santos, saltaram para a frente da corrida e terminaram com Neto/ Santos à frente de Rebelo Martins / Pinto Abreu. O pódio ficou completo com Francisco Guedes e João Posser.

Nos últimos 6 minutos de corrida, um insólito acontece: Tomás Pinto Abreu entra na boxe para limpar o vidro porque não via nada. Na volta seguinte entra para cumprir um drive-through. Por momentos o campeonato ficou por um fio mas a vantagem da dupla do Datsun número 584 foi suficiente para cumprir o objectivo.

Tomás Pinto Abreu, emocionado referiu que “a corrida foi muito desafiante, com muita chuva e longa. Quero agradecer a toda a equipa, ao Ricardo Pereira, a possibilidade que me deram de ter um carro capaz de lutar por vitórias e o campeonato; ao Diogo Ferrão e à Race Ready por terem organizado um campeonato tão emotivo, ao meu Pai.”

No seu regresso à velocidade, João Rebelo Martins realizou 6 corridas em 2019, divididas entre as 24 Horas de Spa Francorchamps, o Troféu C1 Lear & Drive, e a Production Cup. 3 pódios – dois no Estoril e um em Jarama, Madrid – demonstram bem a rapidez e a perspicácia que o piloto oliveirense ainda detém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.