Berdomás e Rivero reforçam título com nova vitória

0

Após uma luta cerrada pela vitória ao longo de todo o o Rally Comunidad de Madrid (RACE), Daniel Berdomás/David Rivero, os já “Campeões” da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019, bateram no derradeiro troço os portugueses Pedro Antunes/Paulo Lopes.

Tudo se decidiu na última Especial desta 6ª prova da Temporada 2 da copa coorganizada pela Peugeot Portugal e Peugeot Espanha num rali em que os dois primeiros acabam separados por apenas 1,2 segundos.

Atrás deles perfilaram-se 9 outras duplas que, aos comandos dos competitivos Peugeot 208 R2, deram um colorido muito especial a esta prova, a última de 6 ralis corridos na Península Ibérica, 3 em Portugal e outros tantas em Espanha.

Quem teve, também, razões para festejar foi Carlos Fernandes, que com o 3º lugar em Madrid garante o vice-campeonato de Pilotos, enquanto o co-piloto Darren Garrod confirma o lugar de delfim entre os Navegadores, posição que já havia alcançado no Rali RACC Catalunha.

Caiu, assim, o pano na PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019, uma inédita iniciativa criada há um ano e que tem servido para a promoção da disciplina dos ralis em solo ibérico, contribuindo para o aparecimento de novos valores, bem como para a confirmação da valência de outras formações já com créditos bem firmados, de ambos os países e além-fronteiras.

Venha agora a Temporada 3, num ano de 2020 que trará várias novidades…

Daniel Berdomás e David Rivera deram o seu golpe final na última Especial do Rally Comunidad de Madrid, impedindo que os portugueses Pedro Antunes/Paulo Lopes pudessem festejar uma vitória que lhes parecia (quase) entregue. Mas como nos ralis não existem “quases”, houve que esperar pelo derradeiro cronómetro, para se conhecer quem ocuparia o lugar mais alto do pódio final. Entregando-se a fundo na derradeira classificativa da prova, a dupla espanhola não só anulava os 6,3 segundos que tinha de atraso sobre os seus adversários lusos, como cifravam a diferença de tempos final em 1,2 segundos, garantindo, assim, uma vitória muito suada, mas saborosa.

Os já virtuais “Campeões” da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019 confirmaram e reforçaram esse estatuto com esta sua 4ª vitória no ano, em 6 possíveis, depois de vencerem os ralis Sierra Morena, Portugal, Terras d’Aboboreira e, agora este Comunidad de Madrid. Daniel Berdomás espelhava, assim, os sentimentos destes dois dias de rali e do conjunto da época: “Foi um rali fantástico, superpositivo, disputado ao décimo de segundo, com um ritmo muito elevado, face ao estado dos troços, e o facto de o termos ganho no final dá-nos uma enorme satisfação, pois reforça o título que conquistámos no RACC. Dedico mais esta vitória a – a 4ª em 2019, de 6 possíveis – à minha equipa e aos meus patrocinadores. Vamos agora festejar, esta vitória e os títulos”.

Quanto à desalentada dupla portuguesa, a quem o 1º lugar assentaria, também na perfeição, foi assim o comentário de Pedro Antunes: “Estamos satisfeitos com a nossa prestação num rali onde, enquanto teve verdadeiras especiais, demonstrámos o nosso andamento, registando 3 melhores tempos em 4 possíveis. Já aqui em Jarama, considerando que esta estrutura do RACE não se coaduna com a essência dos rali, no final não conseguimos segurar a vantagem. Ainda assim, foi igual para todos e venceu o que melhor soube lidar com esta realidade. Foi, ainda assim, um bom 2º lugar para uma época repleta de situações que nos foram menos favoráveis”.

O último lugar do pódio ficava para Carlos Fernandes/Valter Cardoso, eles que batiam por apenas 0,6 segundos os espanhóis Sergi Francolí/María Salvo, assegurando, com isso e em complemento, o estatuto de “Vice-Campeões”, batendo no processo Josep Bassas/Manuel Muñoz e Ruiari Bell/Darren Garrod, que terminariam o rali por esta ordem, com uma diferença de 1,8 segundos, nos 4º e 5º lugares.

CIRCUITO DEL JARAMA COMO PALCO DOS ÚLTIMOS CAPÍTULOS DE 2019
Circuito del Jarama 2 (19,16 km), 3 (19,22 km) e 4 (18,90 km). Foi esta a sequência de Especiais que esperava os Peugeot 208 R2 ainda em prova neste Rally Comunidad de Madrid (RACE). Compondo a 2ª Etapa, assumiu diferentes configurações face ao que se correu ontem (sexta-feira), fechando o primeiro dia competitivo do rali espanhol, último desta temporada da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019.

Dos 13 208 R2 que saíram esta manhã do Parque Fechado – os 11 que se haviam classificado na 1ª Etapa e mais 2 equipas regressadas em “Rally2” – o que mais rápido cumpriu as 5 voltas ao traçado da ES6, com chicanes artificiais e corrido em sentido inverso foi, tal como na véspera, o da dupla espanhola Sergí Francoli/María Salvo, desta feita batendo Josep Bassas/Manuel Muñoz pela margem mínima, de 1 décimo de segundo. Com estes resultados, ambos subiam uma posição na geral, para o 4º e 6 lugares da copa ibérica. Já as duas equipas que então lutavam pela vitória no rali, Pedro Antunes/Nuno Lopes (1º lugar) e Daniel Berdomás/David Rivero (2º), entregaram-se a nova luta sem quartel, fazendo exatamente o melhor crono – foram os 3ºs mais rápidos no troço – mantendo, por isso as suas posições relativas.

Seguiu-se nova passagem por esta improvisada classificativa, a ES7, percorrida no sentido normal mas com uma incursão por uma secção de terra. Os líderes da prova foram os mais rápidos, batendo os seus adversários locais por 9 décimos. Significava isto que o 208 R2 de Antunes/Lopes contava, à entrada para o último troço, uma margem de 6,3 segundos sobre a máquina de Berdomás/Rivero, aparentemente suficiente para colmatar qualquer percalço. Bassas/Muñoz foram os 3ºs mais rápidos, à frente de Francolí/Salvo, que se aproximavam bastante de um potencial 3º lugar, ainda ocupado por Carlos Fernandes/Valter Cardoso. Aqui registavam-se os abandonos de Domingos Estrada/Jesus Estrada e de Delbin Garcia/Cândido Carrera, respetivamente 5ºs e 9ºs classificados ao início da manhã.

E assim se chegava às últimas voltas ao Circuito del Jarama, no que foi o derradeiro troço cronometrado (ES8) do rali espanhol e da própria PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019. De novo feito no sentido inverso, com uma secção de terra e a transposição de um charco artificial, coube a Berdomás/Rivero desferir o golpe final, ganhando segundos suficientes que permitiram elevá-los uma vitória inteiramente merecida, tal como haveria de ter sido caso tivesse sido conquistada pelos seus adversários portugueses.

As restantes lutas opunham Fernandes/Cardoso e Francolí/Salvo, com a dupla espanhola a fazer melhor do que a portuguesa no troço, embora na ordem final se registem posições inversas; isto enquanto Bassas/Muñoz faziam bem melhor do que Bell/Garrod na última especial, ultrapassando-os em termos de geral.

PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019

Rally Comunidad de Madrid (RACE)
Classificação Geral (provisória)*

1º Daniel Berdomás / David Rivero, a 1h18m14,1s
2º Pedro Antunes / Paulo Lopes, a 1,2s (1º Junior Cup)
3º Carlos Fernandes / Vitor Cardoso, a 49,0s
5º Sergi Francolí / María Salvo, a 49,6s
6º Josep Bassas / Manuel Muñoz, a 1m04,3s
4º Ruairi Bell / Darren Garrod, a 1m06,1s
7º Óscar Palomo / Javier Martinez, a 4m14,5s
7º António Acosta / Victor Perez, a 4m38,0s (Melhor Rookie)
9º Imanol Mendiguchia / Lorenzo Fernandez, a 7m07,5s

Não Classificados:

Hugo Lopes / Nuno Mota Ribeiro (nota: Rally2, depois de ter desistido ontem na ES4)
Santiago García/Nestor Casal (nota: Rally2, depois de ter desistido ontem na ES1)
Abandonos: Cristian Parrilla / Juan F. Seba (acidente na ES1), Domingos Estrada / Jesus Estrada (avaria na ES7) e Delbín García / Cândido Carrera (avaria na ES7);
Não alinhou: Ricardo Costa / Sérgio Rocha (faltou às verificações técnicas).
Nota: todos em Peugeot 208 R2

* Dependente da publicação das Classificações Oficiais por parte da organização.

VITÒRIA DE BERDOMÁS/RIVERA DÁ TITULO À TRS RALLY TEAM

Feitas as contas das diferentes categorias de que compõem a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019, na Copa de Pilotos e com este resultado, o já inalcançável Daniel Berdomás passa a somar 119,37 pontos válidos (de um total acumulado de 129,37 pontos), confirmando assim o título de “Campeão” e o acesso ao correspondente Prémio Final, a participação, ao volante de um carro de ralis do Groupe PSA (Classe R5), num rali escolhido pela organização, entre os que, em 2020, irão compor o Campeonato de Portugal de Ralis ou o Campeonato de Espanha de Ralis de Asfalto.

Para o título de “Vice-Campeão” lutaram ainda, neste rali, 3 candidatos, sendo que após o mesmo e feita toda a contabilidade final, incluindo abdicar de uma pontuação – segundo o regulamento apenas contam as 5 melhores pontuações de um total de 6 ralis – seria Carlos Fernandes a alcançá-lo, com um total 81,67 pontos válidos, ele que não tinha qualquer resultado para descontar; Josep Bassas ficou com um acumulado (total e válidos) de 80,21 pontos e Ruiari Bell somou 73,0 pontos válidos (dos 75,0 acumulados). Pedro Antunes termina a temporada no 5º posto, com 54,32 pontos (total e válidos).

Também na Copa de Navegadores as primeiras posições estavam definidas, com David Rivera a totalizar 119,37 pontos válidos (de um total acumulado de 129,37 pontos), à frente de Darren Garrod, com 73,0 pontos válidos (dos 75,0 acumulados). Paulo Lopes subiu ao 3º lugar final da copa, com 51,82 pontos válidos, à frente de María Salvo (46,08 pontos) e Axel Coronado (39,71 pontos).

Na Copa de Equipas, troféu para que todas as equipas, entre as ainda candidatas ao título, se muniram de reforços adicionais para esta prova, a TRS Rally Team sagrou-se “Campeã”, com 128 pontos, ficando a 2ª posição para a Inside Motor, com 121 pontos, e a 3ª para a GC Motorsport, com um pecúlio de 102 pontos.

O troféu final da Junior Cup ficou para Josep Bassas e a Ladies Cup para a britânica Nabila Tejpar. As Tabelas de Pontuações completas serão disponibilizadas oportunamente.

Acrescente-se que a Cerimónia Oficial de Entrega de Prémios da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019 terá lugar esta noite, num hotel da cidade de Madrid, contando com a presença da grande maioria dos participantes – Pilotos, Navegadores, Responsáveis e demais elementos das Equipas – bem como de toda a estrutura organizativa desta inédita copa ibérica de ralis, a cargo da Peugeot Portugal e Peugeot Espanha e colocada no terreno, em termos logísticos, pela Sports & You, para além de representantes dos seus principais patrocinadores Huawei, Vodafone, Pirelli e Total.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.