Inicio de época decepcionante para Félix da Costa em Riade

0

Não foi feliz o início de temporada da FIA Fórmula E para António Félix da Costa, este fim-de-semana em Riade. O piloto Português perdeu duas oportunidades de somar bons pontos para o campeonato, ele que esteve entre os mais rápidos durante todo o fim-de-semana, sem que esse forte andamento se materializasse em resultados.

O fim-de-semana começou de uma forma bastante complicada para António Félix da Costa, que na primeira corrida, disputada ontem (6ª feira), teve um dia para esquecer. Logo na sessão de qualificação, AFC foi obrigado a abortar a sua volta rápida devido a um problema com o sistema de travagem do seu carro, tendo sido obrigado a largar apenas do 21º lugar. Na corrida o piloto da DS Techeetah lutou ao máximo para recuperar posições, terminando na 14ª posição, num dia que AFC considerou de “complicado e uma forma infeliz de começar a época com a minha nova equipa. Com o problema dos travões na qualificação, sair de 21º na Fórmula E, tudo se tornou mais difícil e no meio de tantas batalhas, consegui recuperar alguns lugares, mas não deu para chegar aos pontos”, analisou AFC, que viu Sam Bird (Envision Virgin) vencer a primeira corrida, seguido de Andre Lotterer (Porsche), com Stoffel Vandoorne (Mercedes) a completar o pódio.

Já hoje teve lugar a segunda corrida de Riade, no circuito Al-Driyah, com Félix da Costa a entrar em pista apostado em vingar o infeliz resultado da primeira corrida. O piloto da DS Techeetah entrou fortíssimo, estabelecendo a melhor marca no treino livre, feito que voltou a repetir na qualificação, assegurando um lugar na super pole, sessão de qualificação reservada aos seis pilotos mas rápidos.

Na super pole AFC viria a cometer um pequeno erro, que lhe fez perder a pole position, acabando por largar da 5ª posição para a corrida. Ainda assim o piloto luso entrou ao ataque e de imediato começou a recuperar posições, até chegar ao 2º lugar, mas viria a ser obrigado a cumprir um “drive through”, devido a um incidente com Sebastien Buem, penalização que deixou António Félix da Costa bastante desagrado com a decisão dos comissários desportivos:

“De facto é um fim de semana dececionante. Hoje tínhamos andamento e as armas para lutar pela vitória e honestamente depois de rever as imagens, não estou nada de acordo com a penalização que me foi imposta. No briefing de pilotos falou-se e acordou-se que não se podia travar em demasia naquela curva, quando se fosse recolher o attack mode. O Buemi fez isso e não havia nada que eu pudesse fazer para o evitar à velocidade que ele ia. Como já disse é um inicio de época muito decepcionante, principalmente tendo em conta o forte andamento que tivemos aqui em Riade”, analisou AFC, que com essa penalização acabaria por não ir além do 15º lugar final, voltando a ficar fora dos pontos.

A vitória na corrida de hoje ficou para Alexander Sims (BMW), seguido de Max Guenther (BMW), com Lucas di Grassi (Audi) a fechar o pódio.

Num fim-de-semana que se esperava de bons pontos para as cores Portuguesas, António acaba por trazer apenas um magro ponto para casa, fruto do melhor tempo obtido na sessão de qualificação para a corrida de hoje. A Fórmula E faz agora uma pausa e regressa dia 18 de Janeiro, para a 3ª ronda do campeonato, a ter lugar em Santiago do Chile.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.