Peugeot Rally Cup Ibérica com Top-3 separado por apenas 1,9 segundos

0

Três vencedores diferentes em 3 Especiais, 3 mudanças na liderança e um top-3 separado por… 1,9 segundos. Resume-se, assim, a primeira metade desta atribulada 5ª prova da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019, assente na 1ª Etapa do Rally RACC – Catalunya/Costa Daurada (Rally de España).

O 1º lugar está, provisoriamente, nas mãos de Georg Linnamäe / Volodomyr Korsia, preso por meros 1,6 segundos, a distância que tem sobre a dupla Josep Bassas / Axel Coronado que, por sua vez, têm apenas 3 décimos de segundo de vantagem sobre Ruairi Bell / Darren Garrod.

A manhã foi dura para máquinas e pilotos, devido ao degradado estado das especiais, contribuindo para as constantes alterações no comando, com vários furos e outras situações a implicar subidas e descidas no ranking, afetando, nomeadamente, a dupla Daniel Berdomás / David Rivero, os atuais líderes da copa, que ocupam uma discreta 10ª posição da geral.

Segue-se, esta tarde, uma nova ronda por estas mesmas 3 Especiais que se deverão apresentar com o piso ainda mais degradado, com a última já a correr-se no cair da noite, antecipando-se novas situações que deixam em total indefinição o resultado final desta prova da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019. 

Depois de o dia de ontem (quinta-feira) ter servido, essencialmente, para a realização dos derradeiros acertos nos pequenos PEUGEOT 208 R2 que servem de base à PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA e da cerimónia de partida formal, na Promenade de Salou, nas imediações de Barcelona, saiu esta manhã para a estrada o Rally RACC – Catalunya Costa Daurada (Rally de España), 5ª e penúltima prova desta inédita iniciativa ibérica de ralis, organizada pela Peugeot Portugal e Peugeot Espanha.

O dia competitivo iniciou-se com os 7 km da rápida especial de Gandesa, cabendo a Daniel Berdomás e David Rivero, como atuais líderes da copa, abrir a contagem e estabelecer o primeiro tempo de referência, marca que viria a ser batida, depois, por 7 adversários. Os mais rápidos e, por isso, primeiros líderes da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, foram os portugueses Pedro Antunes / Mário Castro, deixando 2,8 segundos atrás de si os locais Sergi Francolí / Maria Salvo e batendo por 4,1 segundos a dupla Georg Linnamäe / Volodomyr Korsia.

Seguiu-se o enleado troço de Horta-Bot que, com 19 km, quase triplicou a distância cronometrada. Aqui foi Francolí / Salvo a dupla mais rápida, deixando os eslavos Linnamäe / Korsia a 7,8 segundos e assumindo a liderança do rali, já que os portugueses Antunes / Castro não foram além do 6º melhor tempo, já a braços com problemas na caixa da direção.

Os espanhóis Ramon Cornet / Dani Noger, rookies nesta ronda da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, foram os 3ºs mais rápidos, num troço em que a dupla Berdomás / Rivero sofreu um furo a 5 km do seu final, perdendo mais de 1 minuto e caindo para a 12ª posição.

A fechar a manhã estiveram os ainda mais difíceis e longos 38,85 km de La Fatarella-Villalba, especial histórica do Rally RACC, maioritariamente em terra mas entrecortada por várias secções em asfalto. Neste difícil contexto os mais prejudicados foram Francolí / Salvo, líderes da prova à entrada do troço, na sequência de um furo.

Os melhores tempos ficariam, assim e por esta ordem, para os espanhóis Josep Bassas / Axel Coronado, fazendo-os galgar 4 lugares na geral, seguidos dos britânicos Ruairi Bell / Darren Garrod (a 6,5s) e dos portugueses Carlos Fernandes / Nuno Mota Ribeiro (a 10,1s).

Finda esta primeira e atribulada ronda, os líderes provisórios da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA neste RACC Rally de Catalunya são Georg Linnamäe / Volodomyr Korsia, eles que se mostraram algo surpresos com essa posição. Têm uma vantagem mínima de 1,6 segundos para Josep Bassas / Axel Coronado, que tranquilos e sem quaisquer problemas subiram ao 2º lugar, se bem que tenham nos calcanhares, a apenas 3 décimos de segundo, os britânicos Ruairi Bell / Darren Garrod.

A um passo deste pódio internacional está a melhor dupla portuguesa, Carlos Fernandes / Nuno Mota Ribeiro. Fruto do furo sofrido na ES2 e de problemas de travões na ES, os líderes do troféu Daniel Berdomás / David Rivero são apenas 10ªs da geral, estando a mais de 2 minutos dos lugares da frente e muito preocupados com o posicionamento dos seus principais adversários ao título. Estão logo atrás de Sergi Francolí / Maria Salvo, fugazes líderes que caíram 8 lugares na geral.

Os troços estão muito enlameados e com o piso muito destruído, não só devido à tempestade que assolou a região na passada quarta-feira mas, também, pela passagem de todo o vasto plantel de viaturas do WRC e WRC2, criando uma dureza adicional para os pilotos da copa, que integram o último lote de viaturas a percorrê-los. Apesar disso, em nova prova da robustez dos pequenos Leões de Sochaux, todos os 15 208 R2 conseguiram atingir o final desta primeira secção competitiva da prova.

Após o reagrupamento e a passagem pelo Parque de Assistência, montado no perímetro do PortAventura, a tarde deste segundo rali do WRC integrado no calendário da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019 voltará a usar estes mesmos 3 troços, numa ronda que se prevê ainda mais dura. Com o top-3 concentrado em apenas 1,9 segundos, os seus 65 km cronometrados prometem novas e acesas lutas, pela liderança e ao longo do plantel, antes de se poder conhecer o nome dos vencedores.

A PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA é uma organização da Peugeot Portugal e Peugeot Espanha, com o patrocínio da Huawei, Vodafone, Pirelli e Total e o apoio logístico da Sports & You.

CLASSIFICAÇÃO APÒS A ES3 (de um total de 6 ES; provisória)*

1º Georg Linamäe / Volodomyr Korsia, 48m17,0s
2º Josep Bassas / Axel Coronado, a 1,6s
3º Ruairi Bell / Darren Garrod, a 1,9s
4º Carlos Fernandes / Nuno Mota Ribeiro, a 10,6s
5º Ricardo Costa / Sérgio Rocha, a 50,2s
6º Delbin Garcia / Cândido Carrera, a 1m01,5s
7º Pedro Antunes / Alexandre Rodrigues, a 1m23,5s
8º José Luís Pelaez / Rudolfo del Barrio, a 1m28,3s
9º Sergi Francolí / María Salvo, a 2m05,8s
10º Daniel Berdomás / David Rivero, 2m18,6s
11º Paulo Moreira / Marco Macedo, a 4m07,6s;
12º Miquel Labarias / Jordi Sanchez, a 5m04,7s;
13º Nabila Tejpar / Hugo Magalhães, a 7m12,4s;
14º Santiago García Paz / Néstor Casal, a 7m59,2s;
15º Ramon Cornet / Dani Noger, a 42m45,5s.

Nota: Todos em Peugeot 208 R2

  • dependente da publicação das classificações oficiais por parte da organização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.