Miguel Oliveira e Red Bull KTM Tech3 optimistas para a Tailândia

0

Após as intensas provas na Europa, a equipa Red Bull KTM Tech3 está ansiosa para a ronda na Ásia e Austrália, que começa com a segunda edição do Grande Prémio da Tailândia este fim de semana. Depois de ter voltado a marcar pontos em Aragão, Miguel Oliveira pretende voltar às lutas no meio do pelotão, melhorando o seu resultado, enquanto descobre o Circuito Internacional de Chang pela primeira vez a bordo da KTM RC16.

Ao mesmo tempo, Hafizh Syahrin, que está perto de sua casa na Malásia este fim de semana, pretende terminar dentro dos pontos e evoluir frente a uma enorme base de fãs, tendo em mente algumas memórias agradáveis no circuito tailandês.

“Estou ansioso para correr em MotoGP na Tailândia. No ano passado, viemos a esta pista pela primeira vez e consegui um bom resultado ao terminar no pódio, o que acho que é um bom sinal para nós. Espero estar um pouco mais preparado do que nas últimas provas, pois tive mais tempo para recuperar o ombro. Por isso, espero que consigamos descobrir a pista com a nossa KTM e trabalhar bem com o objectivo de obter um resultado satisfatório para a nossa equipa.” Adiantou Miguel Oliveira.

“A próxima prova do calendário é o GP da Tailândia em Buriram, que é um lugar, onde temos óptimas lembranças do ano passado e eu pessoalmente, tenho que atribuir o troféu para a melhor organização de Grande Prémio em 2018, porque foi claramente um evento incrível. foi bem organizado, tivemos um bom paddock, vimos óptimas corridas, conhecemos pessoas muito simpáticas e elas foram muito eficientes. Eu acho que todo o paddock viajará para a Tailândia com um sorriso no rosto, já que no ano passado ninguém sabia o que esperar e agora nós sabemos e temos certeza de que voltaremos a encontrar tudo lá. Esta é obviamente uma prova importante, sendo a primeira no Sudeste Asiático, um lugar no mundo em que tudo o que está relacionado com o negócio de motos está a crescer e é um mercado importante, onde todos os fabricantes querem brilhar. Adoraríamos estar bem com a KTM lá. Acredito que Miguel estará quase a 100% das suas capacidades físicas, porque ele já se sentiu muito melhor há duas semanas em Aragão, por isso estamos bastante confiantes, que ele está quase de volta à sua forma e à performance com a moto que tivemos em Spielberg e Silverstone. Estamos optimistas e confiantes de que o Miguel pode sair-se bem, também porque que ele gosta deste circuito. Estamos ansiosos para ver isso. Agora é hora de arrumar nossas malas, sair para o aeroporto e voar para a bela Tailândia “. Disse o responsável da equipa, Hervé Poncharal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.