Toyota conquista pontos cruciais na Turquia

0

O Rali da Turquia é reconhecido como uma das provas mais duras do calendário. Este ano não foi exceção e provou ser especialmente desafiante para a TOYOTA GAZOO Racing. Jari-Matti Latvala e Kris Meeke garantiram pontos cruciais para o campeonato de fabricantes, ao terminar a prova em sexto e sétimo, respetivamente. Ott Tänak foi obrigado a desistir no sábado, devido a um problema técnico, no entanto, no domingo regressou à prova e conquistou a vitória na derradeira Power Stage, mantendo a liderança no campeonato de pilotos, com 17 pontos de avanço, numa altura em que faltam três provas para o final da época.

O rali da Turquia teve início na quinta-feira, dia 12 de setembro, com a super especial citadina de Marmaris, onde Kris Meeke foi o melhor piloto da Toyota, obtendo o quinto melhor tempo e Ott Tänak e Jari-Matti Latvala, em sétimo e nono, respetivamente.

Na sexta-feira, o dia mais longo da prova, com 159,14 quilómetros cronometrados, a dureza do rali turco fez-se sentir, com um piso degradado, muitas pedras e pouca aderência devido à chuva. Os três pilotos aos comandos do Yaris WRC lutaram pelos lugares cimeiros. De manhã, Jari-Matti Latvala até venceu duas das três especiais, mas à tarde tudo se tornou mais difícil. Kris Meeke começou a tarde a vencer o primeiro troço, mas depois de um toque, terminou o dia em sétimo, a 1m32.1s do primeiro classificado. Ott Tänak teve um furo e terminou o dia em oitavo e Jari-Matti Latvala, que teve também um furo, fechou o dia em nono.

As seis especiais de sábado, a oeste de Marmaris, ao longo da Península de Datça, continuaram a ser desafiantes. Os três Yaris WRC conquistaram um lugar na especial de abertura de manhã, subindo para sexto, sétimos e oitavo lugares, mas Ott Tänak não conseguiu iniciar a segunda especial e teve que desistir. Depois de trazer o carro de volta à área de serviço, a equipa confirmou que se tratou de uma falha na unidade de controlo eletrónico (ECU). Latvala e Meeke trocaram de posição várias vezes durante o dia, tentando manter a pressão sobre os pilotos da frente.

No domingo, Ott Tänak regressou com o objetivo de arrecadar o máximo de pontos bónus (cinco) disponíveis para o vencedor da Power Stage. O piloto Estónio arriscou tudo ao arrancar sem pneu suplente, para manter o peso no mínimo. Apesar de ter que abrir a estrada, Tänak alcançou o melhor tempo, vencendo com 2,6 segundos de avanço. Para Latvala e Meeke, o último dia foi principalmente de consolidação da sexta e sétima posição. Com este resultado, a TOYOTA GAZOO Racing sai do rali turco a apenas 19 pontos do líder no campeonato de fabricantes.

CLASSIFICAÇÃO FINAL, NO RALI DA TURQUIA:

1 Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (Citroën C3 WRC) 3h50m12.1s
2 Esapekka Lappi/Janne Ferm (Citroën C3 WRC) +34.7s
3 Andreas Mikkelsen/Anders Jaeger-Amland (Hyundai i20 Coupe WRC) +1m04.5s
4 Teemu Suninen/Jarmo Lehtinen (Ford Fiesta WRC) +1m35.1s
5 Dani Sordo/Carlos del Barrio (Hyundai i20 Coupe WRC) +2m25.9s
6 Jari-Matti Latvala/Miikka Anttila (Toyota Yaris WRC) +2m59.1s
7 Kris Meeke/Seb Marshall (Toyota Yaris WRC) +3m53.3s
8 Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC) +5m34.8s
9 Pontus Tidemand/Ola Fløene (Ford Fiesta WRC) +7m22.9s
10 Gus Greensmith/Elliott Edmondson (Ford Fiesta R5 MkII) +15m18.7s

16 Ott Tänak/Martin Järveoja (Toyota Yaris WRC) +39m10.2s

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.