Emoção até ao último suspiro em Barcelona

0

A emoção foi a palavra de ordem na segunda corrida da terceira ronda das GT4 South European Series, que se realizou hoje no Circuit de Barcelona – Catalunya, tendo Miguel Cristóvão, que faz equipa com Francisco Abreu, realizado a ultrapassagem para a vitória na última volta. Marmaduke Hall e Edward Moore triunfaram entre os GTC e Gabriela Correia e Francisco Carvalho repetiram o primeiro lugar de ontem na Am Cup.

Matthew George, em Aston Martin Vantage AMR GT4, arrancou da pole-position, conservando o comando, ao passo que Francisco Abreu viu-se acossado por Edward Moore, que se manteve na esteia do Mercedes-AMG GT4 ao longo das primeiras voltas de prova.

O Ginetta G55 GT4 da ABM Grand Prix, depois dos problemas de ontem que o impediram de aparecer na primeira corrida do programa, marcava hoje presença em pista e, muito embora tenha alinhado apenas no sexto posto, rapidamente chegou a quarto com os três primeiros no seu horizonte.

As posições ficaram inalteradas até à janela para troca de pilotos, tendo os carros dos quatro primeiros ficado espaçados entre si, mas sempre ao alcance do olhar, deixando antever uma segunda metade de prova entusiasmante.

Depois de todos as paragens nas boxes realizadas, a surpresa invadia o circuito, quando Marmaduke Hall (Ginetta G50 GT4) surgiu no comando, seguido por James Holder (Aston Martin Vantage AMR GT4), Miguel Cristóvão (Mercedes-AMG GT4) e Mariano Pires (Ginetta G55 GT4), todos separado por menos de três segundos.

Contudo, o piloto do carro alemão recuperou imediatamente a vice-liderança, mantendo-se no encalço do líder. Por seu turno, o jovem português da ABM Grand Prix passaria também o Aston Martin do inglês, mas com o carro com algumas mazelas resultantes de um incidente nos treinos-livres de ontem, não tinha os meios para incomodar os dois da frente.

A diferença entre os líderes manteve-se em redor dos dois segundos, mas nos momentos finais Miguel Cristóvão começou a reduzir consistentemente a sua desvantagem, deixando no ar a ideia de que poderia lançar um ataque ao comando.

Na última volta, a seis curvas da bandeirada de xadrez, numa manobra decidida e agressiva, o piloto português ultrapassou Marmaduke Hall (Ginetta), vencendo, juntamente com Francisco Abreu, o seu colega de equipa, pela segunda vez este fim-de-semana na competição apoiada pela Betano Portugal, o que ajuda a dupla da Veloso Motorsport a distanciar-se no comando da classificação de pilotos Pro-Am.

Os homens do Mercedes-AMG foram acompanhados no pódio da Pro-Am Cup por Mariano Pires / César Machado (Ginetta G55 GT4) e James Holder / Matthew George (Aston Martin). Marmaduke Hall / Edward Moore (Ginetta G50 GT4) triunfaram na GTC Cup.

Am Cup: Lutas e vitória surpresa

Entre os concorrentes da Am Cup foram diversas as lutas que foram animando a corrida. Na fase inicial da prova os grandes protagonistas foram o KTM X-Bow GT4 conduzido por Gabriela Correia e o Porsche Cayman GT4 Clubsport comandado por Carlos Moreira da Silva, que se envolveram num acirrado duelo.

Diogo Ferrão, em Aston Martin Vantage AMR GT4, aproveitava a luta para se destacar no comando, parecendo lançar-se para um triunfo que parecia estar ao seu alcance. Contudo, as corridas são imprevisíveis e, já com a meta à vista, problemas no carro inglês obrigaram-no a visitar as boxes, atrasando-se irremediavelmente.

Francisco Carvalho, que herdara de Gabriela Correia o KTM X-Bow GT4 no segundo lugar, passava também problemas, sentindo profundas dificuldades com a caixa de velocidades do carro austríaco, que se recusava a funcionar correctamente, mas manteve-se estoicamente em pista e passou Diogo Ferrão, tendo a dupla mista da competição apoiada pela Betano Portugal vencido pela segunda vez na Am Cup este fim-de-semana.

O CEO da Race Ready conseguiu terminar no segundo posto, batendo o Porsche Cayman GT4 Clubsport de Carlos Barbot e Carlos Moreira da Silva, que ficaram no degrau mais baixo do pódio.

Após três etapas das GT4 South European Series, Francisco Abreu e Miguel Cristóvão lideram a classificação de pilotos na Pro-Am Cup, ao passo que Marmaduke Hall / Edward Moore estão no primeiro lugar da GTC. Na Am Cup, três equipas partilham o primeiro posto com 50 pontos: Gabriela Correia / Francisco Carvalho, Axel Van Straaten / Remi Van Straaten (dupla belga) e A. Martín / Jorge Cabezas (dupla espanhola).

A próxima ronda das GT4 South European Series disputa-se no Autódromo Internacional do Algarve nos dias 25, 26 e 27 de Outubro.

Declarações

Miguel Cristóvão: “Foi uma corrida difícil. O Francisco fez uma boa partida e tentou manter o ritmo do Aston Martin no início. Infelizmente, perdemos imenso tempo na nossa paragem nas boxes. Portanto, voltámos à pista atrás do Aston Martin da Generation AMR e do Ginetta da Tockwith. Ultrapassei o Aston Martin do James Holder quando ele cometeu um erro. Imprimi um ritmo forte para apanhar o Marmaduke Hall e, apesar de estar a ter problemas com o desgaste dos pneus, consegui subir à liderança na última volta. Foi uma boa corrida!”

Francisco Abreu: “No início consegui manter os dois Ginetta atrás de mim e foquei-me no Aston Martin, pois sabíamos que tinha um ritmo forte. Foi uma corrida muito disputada, com um último turno de condução muito bem executado pelo Miguel, que conseguiu ultrapassar para a liderança o Hall nos momentos finais. Iremos continuar a trabalhar para garantir o título.”

Marmaduke Hall: “A nossa equipas fez um ‘pit-stop’ espectacular. Só perdemos a primeira posição no fim e, apesar de não termos vencido à geral, este fim-de-semana foi na mesma fantástico. Gostámos de ter corrido aqui em Barcelona e estamos satisfeitos como decorreu. Corridas disputadas e limpas. Fabuloso!”

Edward Moore: “Para ser honesto foi um bom primeiro turno. A equipa fez um trabalho fantástico no ‘pit-stop’. Mas não foi fácil, porque os nossos adversários são fortes. Estamos satisfeitos e aguardamos pelas próximas corridas. Obrigado ao meu pai, família e patrocinadores!”

Francisco Carvalho: “Foi um turno de condução muito exigente. Tivemos alguns problemas de caixa-de-velocidades no final, mas mesmo assim ainda conseguimos outro triunfo à classe. Foi uma surpresa agradável voltar a subir ao lugar mais alto do pódio.”

Gabriela Correia: “Adorei a luta bastante animada com o Porsche nesta corrida. Este foi o meu primeiro evento de sempre com um carro de GT e foi uma muito boa experiência vencer por duas vezes a categoria Am aqui em Barcelona.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.