Pirelli faz a antevisão do G.P. da Hungria em F1

0
  • O ‘CIRCUITO DE KARTS’ DA FÓRMULA 1

A grande maioria dos pilotos iniciam as corridas no mundo do karting, uma categoría que irá recordar no estreito e revirado circuito de Hungaroring, um traçado localizado perto de Budapeste e que conta, entre outros detalhes, com a média de velocidade mais baixa dos circuitos permanentes do calendário.

Mas isto, não implica necessariamente que os pneus tenham uma tarefa fácil neste circuito, já que a interminável sucessão de curvas apenas abre espaço para os compostos descansarem. Por tudo isto, a Pirelli optou para a Hungria pelos compostos da zona média da gama: C2 (duro), C3 (médio) e C4 (macio).

CARACTERÍSTICAS DA PISTA:

Hungaroring, define-se pelas curvas, muitas de elas lentas e, a maioria encadeadas. Como consequência, os pneus estão a trabalhar constantemente, sem retas para arrefecer as bandas de rodagem.

As temperaturas médias estão entre as mais elevadas da época, o que incrementará certamente a degradação térmica. A partir do interior do cockpit, os pilotos não terão a vida fácil, já que as baixas velocidades médias (além da situação geográfica do traçado, localizado numa área geográfica que se assemelha à base de um prato) reduzem o fluxo de ar sob o monolugar.

O desgaste e a degradação são bastante baixas. A nomeação dos compostos é quase idêntica à da última época, quando os eleitos foram os de composto médio, macio e supermacio. O C2 deste ano (duro) é um pouco mais macio do que o médio de 2018, e é uma opção já conhecida por todas as equipes e pilotos. A combinação enviada para Hungaroring foi selecionada em nove das 11 corridas realizadas até esta data.

As equipes apostam para esta pista nas afinações para elevada carga aerodinâmica, de modo a aumentar o apoio na longa sucessão de curvas. Tudo somado, a aderência mecânica dos pneus também é igualmente importante.

A estratégia vencedora em 2018 foi de uma única paragem, com o Mercedes de Lewis Hamilton como protagonista. Neste caso, ele mudou de ultramacio para macio na volta 25 (de 70) mesmo sem precisar da opção mais dura.

O Ferrari de Sebastian Vettel cruzou a linha de chegada no segundo lugar com uma tática alternativa, também com uma paragem (do macio para o ultramacio), enquanto o seu parceiro de equipa, Kimi Räikkönen terminou no terceiro lugar depois de visitar as boxes por duas vezes. Em suma, três estratégias diferentes entre os pilotos do pódio.

A volta mais rápida segue nas mãos de Michael Schumacher desde 2004. Será que os pilotos de 2019, conseguem bater esta marca este fim de semana?

MARIO ISOLA – RESPONSÁVEL PIRELLI F1 E COMPETIÇÃO AUTOMÓVEL

“A Hungria marca o último Grande Prémio antes das férias de verão, e fá-lo com um desafio interessante, tanto fisicamente quanto estrategicamente. Aqui, as ultrapassagens são complicadas porque a pista é estreita – fora da qual é muito fácil perder o controlo e sair de pista – assim, a posição na pista é fundamental, algo a considerar ao definir a estratégia correta. Hungaroring é o lugar típico onde uma boa tática, juntamente com um carro muito ágil em curva, pode levar a uma surpresa, como já comprovámos por algumas ocasiões nos últimos tempos. Em 2018, com uma nomeação de compostos quase idêntica à atual, surgiram diferentes opções estratégicas após uma sessão de classificação marcada pela chuva. Espero que possamos assistir da mesma variedade tática ao longo deste fim de semana”.

OUTRAS INFORMAÇÕES PIRELLI:

A equipa GPX Racing, que alinha com um Porsche 911, impôs-se nas 24 Horas de Spa, que ocorreram no passado fim de semana. Este evento é o maior da época para a Pirelli no que respeita ao fornecimento de pneus.

Em paralelo ao Grande Prémio da Hungria celebra-se o Rally da Finlandia, a ronda mais veloz do Campeonato do Mundo de Ralis, e a penúltima do Junior WRC, classe equipada em exclusivo pela Pirelli.

Hungaroring acolherá, em meados de setembro, uma das sessões de testes com os pneus Pirelli de Fórmula 2 que serão utilizados a partir de 2020. Este teste será após ao que se realizará em Paul Ricard na primeira semana de agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.