Citroën Vodafone Team no Rali Vinho da Madeira 2019

0
  • José Pedro Fontes e Inês Ponte querem celebrar com uma vitória a 60ª edição da icónica jornada madeirense
  • O Citroën Vodafone Team estará à partida do Rali Vinho Madeira com a dupla José Pedro Fontes e Inês Ponte preparada para novo assalto à vitória, aos comandos do C3 R5.
  • Prova grande do calendário de ralis nacional e internacional, o Club Sports da Madeira organiza, este ano, a sua 60ª edição, jornada que decorrerá de 1 a 3 de agosto, compondo-se de 2 Etapas e 19 classificativas, num total de 209,16 km cronometrados (850,54 km de percurso total).
  • Tentando impor-se entre o plantel de 19 viaturas da categoria R5, a dupla do C3 R5 com as cores da Citroën e da Vodafone pretende, com o resultado a que se propõe, recuperar parte do atraso pontual no Campeonato de Portugal de Ralis 2019.

Ultimam-se os preparativos para que o Citroën Vodafone Team possa sair em grande desta edição comemorativa – a 60ª – do Rali Vinho da Madeira, a segunda das provas insulares do Campeonato de Portugal de Ralis 2019 e 6ª da presente temporada. Tendo como objetivo repetir um feito que já alcançaram em conjunto num passado não muito longínquo, José Pedro Fontes e Inês Ponte querem, com ele, colocar um ponto final na série de vicissitudes que, entretanto, os colocaram mais longe dos objetivos que haviam sido delineados para o corrente ano.

“Estamos prontos para lutar pela vitória neste 60º Rali Vinho Madeira”, sublinha, com convicção, o piloto do Porto, numa certeza que decorre “de uma série de bons resultados que alcançámos nos testes que temos vindo a realizar e que demonstram que o nosso C3 R5 será uma das principais ‘máquinas’ a ter em conta na luta pelos melhores tempos nos troços deste rali e, consequentemente, no assalto ao 1º lugar. O C3 R5 é, claramente, um excelente automóvel de ralis, nomeadamente em asfalto, piso em que as suas prestações têm vindo a melhorar bastante. Entretanto, para além das sessões de testes, também participámos no Rali Faial, prova do regional madeirense, de modo a experimentar e verificar os diferentes ‘set-ups’ que temos disponíveis para o carro, não procurando qualquer posição à geral mas sim a certeza de que poderíamos contar com um carro à nossa medida, para esta prova do CPR. Vamos agora comprovar essas opções na estrada, já a partir do próximo dia 1 de agosto.”

Recorde-se que José Pedro Fontes alcançou, num passado recente, um conjunto de excelentes resultados no Rali Vinho da Madeira, sendo o mais recente o 1º lugar no ano passado entre os concorrentes do CPR (foi 3º em termos absolutos), prova cumprida já ao volante do C3 R5, com as cores da Citroën e da Vodafone, e com Paulo Babo como co-piloto. Mas também já saboreou o champanhe da vitória com Inês Ponte, a sua atual navegadora, destacando-se no 1º lugar absoluto em 2016, com o então Citroën DS 3 R5 da equipa, somando-se um novo 1º lugar entre as duplas do CPR na edição de 2014 e 2015.

“São edições de muito boa memória e que nos dão um alento adicional para a prova deste ano”, acrescenta Fontes, piloto que espera encontrar “um rali difícil, não só pelas características muito específicas dos troços da Madeira, como pelo valor dos adversários com que nos iremos defrontar, quer do CPR, quer os locais madeirenses e demais estrangeiros inscritos, num total de 19 R5 e com a presença de todos os vencedores das últimas 10 edições da prova. Este é um rali mais longo, com 19 troços e uma estrutura muito semelhante às dos últimos anos, o que nos dá um bom conhecimento dos troços, permitindo-nos colocar as nossas expectativas num plano elevado”.

“Em termos de campeonato, fruto dos acontecimentos nas últimas provas, que nos colocam mais longe dos objetivos que havíamos delineado no início do ano, passámos a olhar para cada rali individualmente, deixando as eventuais contas para o final do ano”, acrescentou.

O C3 R5 do Citroën Vodafone Team conta com as mais recentes soluções disponibilizadas pela Citroën Racing, decorrentes de um longo processo de desenvolvimento, nomeadamente interno. Para além da Citroën e da Vodafone, como patrocinador principal, são parceiros deste projeto as marcas Milaneza, ExpressGlass, Pirelli Total e Huawei, estando a logística e preparação a cargo dos profissionais da Sports & You.

A ESTRUTURA DO RALI VINHO DA MADEIRA 2019

Como sempre organizado pelo Club Sports da Madeira, esta edição comemorativa da 60ª edição do Rali Vinho da Madeira será a 6ª prova do Campeonato de Portugal de Ralis 2019, a correr-se entre os dias 1 e 3 de agosto (de quinta-feira a sábado). Com centro nevrálgico no Centro Internacional de Feiras e Congressos (CIFEC), o Parque de Assistência situa-se na Av Sá Carneiro, paredes meias com o Porto do Funchal e o Parque Fechado na Universidade da Madeira.

Realizando-se integralmente em pisos de asfalto, a prova divide-se por 2 Etapas, integrando 19 Especiais que totalizam 209,16 km cronometrados, parte de um percurso global de 850,54 km.

A manhã de sexta-feira está reservada para o Shakedown e Qualifying (das 09h00 às 13h00), num percurso desenhado na Estrada dos Cardais/Estrada Santo da Serra/Água de Pena, antecipando a Cerimónia de Partida (às 17h03) que será dada na Avenida do Mar, reservando-se para as 19h30 o início do primeiro confronto com o cronómetro, nos 2,18 km da Super Especial Avenida do Mar.

A 1ª Etapa tem reinício às 08h14 de sexta-feira, reservando-se para a manhã desse dia uma dupla passagem por Campo de Golfe (11,38 km) e Palheiro Ferreiro (19,08 km, a especial mais extensa do rali), seguindo-se, nova secção, a partir das 15h06, com uma também dupla ronda por Serra D’ Água (11,27 km), Boaventura (10,73 km) e Santana (10,81 km). A entrada dos carros no Parque Fechado far-se-á a partir das 20h50.

A 2ª Etapa arranca às 09h55 de sábado, para uma sequência matinal pelos troços de Câmara de Lobos (10,30 km), Ponta do Sol (8,00 km), Ponta do Pargo (10,45 km) e Rosário (11h37 km), voltando-se a repetir numa última secção que tem início agendado para as 14h16. Após uma última passagem pela Assistência, as equipas rumam ao Pódio montado na Av do Mar – Praça do Povo (18h00), para a cerimónia de consagração, levando, depois, os carros para o Parque Fechado, para as necessárias verificações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.