FPAK emite comunicado sobre polémica no Karting

0

Ofensas à FPAK e sua Direcção

Todos sabemos que a divulgação de notícias e a passagem de informação através da internet, principalmente nas redes sociais e nas diversas aplicações actualmente disponíveis, estão hoje ao alcance de todos, de uma forma simples, económica e rápida. Talvez por defeito que nos tenha ficado do tempo do “jornalismo sério”, em que os factos eram confirmados antes de relatados e existia até o direito ao contraditório, existe uma tendência natural para acreditar em tudo o que é divulgado e, infelizmente, estas mesmas redes distribuem, de igual forma, notícias falsas e a chamada desinformação, originada por quem encontra na mentira e na ofensa, à distância, uma forma de propagar toda a sua maldade.

A FPAK e a sua Direcção, há muito que são vítimas deste tipo de desaforos cibernéticos, que tem normalmente desvalorizado, confiante de que os verdadeiros e sérios amantes e apoiantes da modalidade reconhecem, por si só, a diferença entre a verdade e a mentira.

Contudo, e na sequência dos episódios que marcaram a última jornada do Campeonato de Portugal de Karting em Viana do Castelo, em que a FPAK e a sua Direcção, têm sido alvo de múltiplos ataques nas redes sociais por parte da Sra. Sónia Isabel Pinheiro Pinto Borges, mãe da nossa Licenciada, Maria Germano Neto e uma das envolvidas no episódio que marcou aquele evento, não podemos manter o silêncio, tanto mais que, não só foi colocada em causa a integridade e honestidade da Direcção da FPAK, como também e sobretudo do seu Director, Eng. João Rito, que tanto tem feito pelos valores desportivos do Karting em Portugal.

Assim, cabe-nos esclarecer:

A Direcção da FPAK é isenta e íntegra no desenvolvimento das suas competências;

Nunca, em circunstância alguma, o Eng. João Rito ou qualquer outro membro da Direcção da FPAK aceitou, ou aceita, prendas de concorrentes, pilotos, clubes, equipas ou demais envolvidos no desporto automóvel nacional;

As fotos publicadas nas redes sociais pela Sra. acima mencionada referem-se à prova da Taça de Portugal de Karting de 2018 e em momento algum mostram o que a mesma descreve no seu ‘post’;

Nunca, em circunstância alguma, a FPAK proibiu ou coagiu qualquer órgão de comunicação social a relatar os factos ocorridos em Viana do Castelo, como também nunca o fez, ou faz, em qualquer outra prova sob a sua alçada;

Mais informamos que a FPAK agiu em conformidade com os factos ocorridos na prova do Campeonato de Portugal de Karting que ocorreu a 13 e 14 de Julho, em Viana do Castelo, tendo instaurado de imediato o respectivo processo disciplinar, e decretada a imediata suspensão preventiva dos arguidos João Filipe Mendes de Gouveia, e de João Maria Pires Inês Mendes de Gouveia, conforme Comunicado n.º 56 de 17 de Julho.

A FPAK solicitou, entretanto, aos seus consultores jurídicos que analisem os factos, com vista à propositura de uma eventual acção judicial, nomeadamente uma participação criminal por difamação.

Comunicado 060/2019- FPAK
Lisboa, 30 Julho 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.