Jornada emocionante do WTCR na Alemanha

0
  • Herói de casa Leuchter conseguiu vitória na Corrida 3 no Nürburgring Nordschleife
  • Duplo campeão do FIA World RX, Kristoffersson vence Corrida 2
  • Guerrieri lidera campeonato depois do terceiro lugar na Corrida 3
  • Frédéric Vervisch mantém-se na luta pelo título

A Volkswagen foi a grande vencedora do segundo dia do WTCR “Race of Germany”, com Johan Kristoffersson e o herói local, Benjamin Leuchter, a conquistarem as suas primeiras vitórias na WTCR. Kristoffersson, que chegou ao WTCR / OSCARO em 2019 como bicampeão do FIA World Rallycross, conquistou os louros da Corrida 2 – e o prémio TAG Heuer para a volta mais rápida -, para depois abandonar na Corrida 3, com uma violenta saída de pista, felizmente sem consequências físicas.

Tendo terminado em sexto na Corrida 2, German Leuchter tirou o melhor partido da sua posição na Pole Position para vencer a Corrida 3, com o Volkswagen Golf GTI TCR da SLR. Leuchter defendeu um forte arranque do líder do campeonato, Esteban Guerrieri (TCR Honda Civic Type R, da ALL-INKL.COM Münnich Motorsport) na Curva 1, controlando depois o ritmo de forma brilhante para conseguir uma vitória marcante.

Guerrieri perderia nessa altura a segunda posição para Frédéric Vervisch, da Comtoyou Team Audi Sport, que fez uma excelente partida desde a sétima posição da grelha. O belga ultrapassou Guerrieri e terminou em segundo lugar, depois do segundo lugar na corrida. 2. Guerrieri teria de se contentar com o terceiro, mas reforçava a sua vantagem no campeonato já que os seus principais rivais na luta pelo título, Norbert Michelisz e Thed Björk, não conseguiram terminar.

Na quarta posição terminou Jean-Karl Vernay com o Audi Sport RS 3 LMS da L15 Racing Team, seguido pelo Hyundai i20 de Gabriele Tarquini e de Tom Coronel em SEAT Cupra. Nas posições seguintes ficaram Aurélien Panis, Nicky Catsburg e Gordon Shedden, com Yvan Muller a fechar o top 10.

CORRIDA 2: Johan Kristoffersson estreia-se a vencer no WTCR

Johan Kristoffersson alcançou a sua primeira vitória no WTCR, enquanto Rob Huff e Gabriele Tarquini colidiam na segunda corrida. O bicampeão do FIA World Rallycross, partiu muito bem da pole-position e defendeu-se com êxito dos ataques dos seus adversários para liderar as três voltas ao Circuito de Nurburgring Nordschleife de 25.378 quilômetros.

No segundo lugar terminou Frédéric Vervisch, seguido por Augusto Farfus, que aproveitou um incidente entre Tarquini e Huff, para assegurar o degrau mais baixo do pódio. Tarquini conseguiu continuar e terminar em quarto, mas receberia posteriormente uma penalização de 30 segundos e cairia para 23º.

Attila Tassi foi assim quarto com o Honda Civic da KCMG, à frente de Benjamin Leuchter da SLR Volkswagen e Esteban Guerrieri. O vencedor da corrida 1 Norbert Michelisz foi o sétimo, com o piloto da Comtoyou DHL Team CUPRA Racing, Aurélien Panis, e o piloto da Leopard Racing Team Audi Sport, Jean-Karl Vernay, a fechar o lote dos dez primeiros.

CORRIDA 1: Vitória para Norbert Michelisz na corrida de abertura

O piloto da BRC Hyundai N Squadra Corse, Norbert Michelisz, garantiu o triunfo na Corrida 1 do WTCR na Alemanha. O piloto húngaro bateu o homem da pole, Esteben Guerrieri, no arranque, para depois garantir uma vantagem de cerca de um segundo que lhe permitiu vencer com alguma tranquilidade. No segundo posto ficou Guerreri, com a terceira posição a ficar na posse de Néstor Girolami depois de uma grande ”batalha” com Rob Huff e Frédéric Vervisch, que terminaram por esta ordem nas duas posições seguintes.

Yann Erlacher (Cyan Performance Lynk & Co) foi sexto na frente de Benjamin Leuchter (SLR Volkswagen) e do par da BRC Hyundai N LUKOIL Racing Team, Augusto Farfus e Nicky Catsburg. No último lugar do top 10 ficou Johan Kristofferson (SLR Volkswagen).

O piloto português Tiago Monteiro teve um fim-de-semana muito difícil na Alemanha, com uma qualificação pouco conseguida e três corridas onde ficou sempre longe dos primeiros lugares. Espera-se agora que Monteiro e a equipa consigam apresentar-se ao mais alto nível em Vila Real, de forma a dar alegrias ao fantástico público português que vai certamente encher o desafiante circuito nortenho.   

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.