Bravos Kia Picanto GT Cup desafiam difíceis estradas da Beira Baixa

0
  • Gonçalo Inácio/Paulo Fiúza são os mais fortes dos Kia Picanto GT Cup no fim do primeiro dia do Rali de Castelo Branco
  • Hugo Araújo estreou-se em ralis com o Kia Picanto GT Cup e foi logo o mais rápido da categoria
  • Francisco Esperto é terceiro entre os Kia Picanto GT Cup
  • Nuno Caetano continua a sua adaptação aos ralis
  • Kia Picanto GT Cup revela competitividade e discute posições com viaturas de categorias superiores

Os pequenos Kia Picanto GT Cup estão a revelar-se muito irreverentes no Rali de Castelo Branco, a primeira prova da temporada para os modelos de competição desenvolvidos pela Kia Portugal em parceria com a CRM Motorsport. Gonçalo Inácio, impressionado com a competitividade do Kia Picanto GT Cup no asfalto da Beira Baixa, chegou ao fim do primeiro dia do Rali de Castelo Branco na frente da categoria RC5. O piloto lisboeta está a protagonizar uma prova muito competente e enfrenta uma forte réplica de Hugo Araújo que é o segundo classificado na categoria.

Entre o quarteto de pilotos que se apresentou no Rali de Castelo Branco ao volante dos competitivos e divertidos Kia Picanto GT Cup, Gonçalo Inácio não começou da melhor forma para as suas pretensões. Foi segundo, atrás de Hugo Araújo. Mas, logo de seguida, impôs-se e foi o mais rápido. Com a neutralização da terceira especial de classificação, os pequenos Picanto só voltaram à competição na super-especial urbana em Castelo Branco. Aí, Inácio voltou a ser o mais rápido.

“Este carro é muito melhor do que o da mesma categoria que eu tinha guiado em 2016. Estou a divertir-me e isso é o mais importante”, esclareceu.

Hugo Araújo, por sua vez, estreou-se numa ronda pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis. O piloto nortenho assumiu, desde o início, que tinha por objectivo terminar. Foi, por isso, com alguma surpresa, que começou a ganhar. “O balanço é muito positivo. Na primeira PEC entrámos muito fortes”, explicou. Apesar do bom desempenho, mantém os pés bem assentes na terra. “Queremos chegar ao fim e acumular quilómetros.”

Sempre muito competitivo, Francisco Esperto, não conseguiu tirar o melhor partido do seu Kia Picanto GT Cup nas especiais de sábado. “O primeiro dia foi óptimo porque o fizemos”, contou o experiente piloto. Também muito contente com a sua experiência, acima de tudo pela aprendizagem ao volante do Kia Picanto GT Cup. “Este primeiro dia mostrou que temos muita coisa a aprender. A estrada estava muito suja. É preciso saber muito de ralis para andar a cortar por todo o lado. Nós não cortámos”, contou.

O responsável da CRM Motorsport, Tiago Raposo Magalhães, acompanhou, com entusiasmo, o desempenho dos pilotos e dos Kia Picanto GT Cup. No final desta etapa, não escondia a satisfação pelo comportamento das equipas. “Os pilotos estão a demonstrar as competências e as maravilhas do pequeno Kia Picanto. Estão todos a cumprir os objectivos definidos para esta prova que pontua para o Campeonato de Portugal de Ralis”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.