Goodyear lança Eagle F1 Asymmetric 5

0
  • Goodyear regressa, com este novo pneu, ao segmento de ultraelevadas prestações (UHP)
  • O novo Eagle F1 Asymmetric 5 substitui o bem sucedido Eagle F1 Asymmetric 3
  • Melhoras significativas na travagem em piso molhado e no comportamento em piso seco, sem comprometer o conforto de condução

Desenvolver a nova geração de um pneu tão emblemático como o Goodyear Eagle F1, o Asymmetric 5 que agora é posto à venda no nosso país, não foi tarefa fácil. Tratava-se de melhorar a elevada performance de que gozava já esta gama. Claro que contar com a grande capacidade de inovação dos engenheiros da Goodyear ajudou muito. As tecnologias, e os compostos e materiais, de que dispõem hoje em dia permitem encontrar novos caminhos para a inovação. Por isso, os 200 componentes que atualmente compõem um pneu oferecem inúmeras possibilidades de experimentação.

Hoje em dia, a informática permite estudar mais a fundo as tensões a que se os pneus são submetidos em condições extremas, quando se trata de determinar a relevância do uso de novos materiais, ou mesmo testar a capacidade de deformação da carcaça interna até limites até agora imprevistos. Os processos de fabrico também são mais modernos, e permitem, igualmente, construir novos produtos que superem os padrões anteriores, como, por exemplo, em termos de aderência e de duração do próprio pneu. O pneu é cada vez mais preciso, e representa uma síntese perfeita entre performance pura e dura e

conforto na condução, entre maneabilidade e distâncias de travagem mais curtas. Este é, precisamente, o “retrato robot” do novo pneu Goodyear Eagle F1 Asymmetric 5.

Goodyear Eagle F1 Asymmetric 5

Prazer e conforto

O novo e emblemático pneu Goodyear supera os limites do prazer de condução ao registar menores distâncias de travagem em piso molhado, e ao oferecer as melhores sensações de condução possíveis em estrada.

A Goodyear apresenta agora a nova geração de um dos seus pneus mais emblemáticos, o Goodyear Eagle F1 Asymmetric 5, substituto do Asymmetric 3.

O Goodyear Eagle F1 Asymmetric 5 é facilmente reconhecível pelo desenho do seu flanco. Por isso, este pneu de ultraelevadas prestações (UHP) terá uma grande e rápida aceitação no mercado, graças às suas enormes qualidades e a uma gama mais alargada, dado que conta com mais medidas disponíveis, para satisfazer a atual procura do mercado. Em resumo, a nova gama de pneus Goodyear Eagle F1 foi concebida para satisfazer as expetativas dos condutores de automóveis de altas prestações, sejam berlinas ou desportivos de qualquer segmento.

Um mercado em constante crescimento

O segmento de altas prestações evidencia um crescimento claro, e assim continuará a acontecer nos próximos anos. Este crecimiento é marcado pela evolução do parque automóvel. Veículos com maiores prestações, que montam pneus de altas prestações com jantes superiores a 17 polegadas. Sem sombra

de dúvida, o mercado de altas prestações constitui uma das principais oportunidades de crescimento, apenas há que observar os datos deste segmento em 2018. As jantes de 17” e superiores cresceram cerca de +14%, e as jantes de 19” e superiores cresceram perto de 28%.

Por isso, o Goodyear Eagle F1 Asymmetric 5 chega no momento exato. Oferece um amplo leque de medidas, que satisfarão a procura por pneus de alta performance, tanto no mercado de equipamento de origem como no de substituição.

Um pneu inovador para npvas prestações

O novo Goodyear Eagle F1 Asymmetric 5 oferece um superior conforto de condução graças a uma excelente performance na travagem, assim como a uma elevada aderência tanto em pisos molhados como secos. Uma vez mais, os engenheiros da Goodyear conseguiram desenvolver novas tecnologias colocadas ao serviço do condutor

Impulse Control Compound: Trata-se de um material adicional de sílica agregado à borracha, que permite ao pneu aumentar a velocidade, controlando em permanência a respetiva temperatura. Deste modo, regula-se também melhor o fluxo térmico, impedindo ou atrasando o aumento da temperatura em condução desportiva, e evitando o esfriamento da banda de rolamento em condições de asfalto frio ou, simplesmente, a ritmos mais lentos. Desta forma, garante-se um ótimo nível de aderência em qualquer circunstância. Por tudo isto, a distância de travagem melhora até 4% por comparação com a do Goodyear Eagle F1 Asymmetric 3.

ActiveBraking: Da mesma forma, os estudos sobre a estrutura do próprio pneu permitiram aumentar a superfície de contacto com o solo e melhorar a distribuição do peso durante a travagem. O benefício imediato traduz-se numa redução importante da distância de travagem, e num melhor controlo do veículo, tanto no momento da desaceleração como em travagens mais fortes ou em manobras bruscas

Power Cushion: O novo Goodyear Eagle F1 Asymmetric 5 também conta com uma estrutura interna que incorpora uma capa mais rígida precisamente na base da banda de rolamento. Isto permite uma melhor distribuição das forças que se geram no pneu em aceleração, obtendo-se uma elevada precisão quando se trata de conduzir em condições de piso seco. Tudo isto é facilmente identificável na condução em estrada, onde o novo Goodyear Eagle F1 Asymmetric 5 melhora em mais de 7% por comparação com o Asymmetric 3.

Una grande oferta para uma ampla variedade de veículos

O novo Goodyear Eagle F1 Asymmetric 5 terá uma oferta de medidas que perfazerá um total de 61, e que será completada desde já até dezembro deste ano. De momento, existem quase 31 medidas disponíveis, que abarcam as mais procuradas, sendo que o maior aumento da oferta terá lugar em julho. O novo Eagle F1 Asymmetric 5 equipa já inúmeros modelos do mercado, do Audi A1 ao Porsche Panamera GTS, passando pelo Alpine A110, pelo Volkswagen

Golf ou pelo Mercedes Classe C, entre outros, em jantes de 17 a 21 polegadas. Quanto à largura dos pneus, vai desde os 195 mm aos 315 mm, e, no que diz respeito aos perfis, variam entre 25 e 60.

Três perguntas a Xavier Fraipont, Vice-presidente de desenvolvimento de produto da Goodyear EMEA

Como decorreu o processo de desenvolvimento do novo
Goodyear Eagle F1 Asymmetric 5?

É sempre difícil dar continuidade a um pneu tão emblemático para a Goodyear pela sua grande qualidade, êxito e aceitação. O nosso objetivo foi melhorar ainda mais muitas das suas qualidades, já que os avanços da tecnologia permitiram-nos fazê-lo. Além disso, tanto a procura dos clientes como das próprias marcas de automóveis é cada vez mais exigente, e a pressão de desenvolver um pneu equilibrado, em termos de conforto e de comportamento em altas prestações, é muito elevada. O nosso rumo centrou-se em três pontos principais: conforto de condução, diminuir as distâncias de travagem, sobretudo em piso molhado, e incrementar a sensação de aderência e a dinâmica em condução desportiva. Todas elas fazem parte do ADN de um pneu de ultraelevadas prestações.

Que método foi utilizado, software de simulação,
ou testes diretamente na pista?

Ambos os aspetos são essenciais e complementares. O software de que dispomos hoje em dia proporciona-nos grandes progressos na simulação

quando é momento de testar uma infinidade de misturas e estruturas, antes mesmo de ser considerado o fabrico de um protótipo. Através dos computadores, podemos reproduzir as forças a que são submetidos os pneus, o que significa uma grande ajuda para nós, e o poder testar uma grande quantidade de soluções. Posteriormente, o trabalho em pista é essencial, porque nem o prazer, nem as sensações são possíveis de simular em computador. Continuamos a ser humanos a fazer produtospara os utilizadores, e precisamos que os nossos clientes vivam o trabalho dos nossos engenheiros e pilotos de teste. Não se pode esquecer, também, ainda que pareça um tema menos importante, que o conforto no momento de conduzir é a forma que o pneu tem de comunicar com o condutor, e, por isso, também representa uma importante vertente em termos de segurança. Por isso, simplesmente, numa situação de emergência, estes aspetos podem fazer uma enorme diferença.

3. A cada geração de pneus progride-se na diminuição da distância
de travagem e melhora-se o comportamento. Qual é o limite?

A indústria do pneu, tal como a indústria automóvel, está em permanente mutação. Durante muitas décadas, centrámo-nos, sobretudo, na condução em si mesma, na durabilidade do pneu e nas distâncias de travagem. Mais tarde, o foco incidiu, também, na resistência ao rolamento, devido à sua relação direta com o consumo de combustível e, por consequência, com as emissões de CO2. Agora, o tema do automóvel conectado e autónomo começa a ter a sua relevância. Daí que o pneu desempenhe, e desempenhará, um papel importante também neste aspeto. Todos estes elementos, que estão relacionados com a performance pura e dura dos pneus, foram os que nos levaram a investigar novas formas e, assim, a utilizar novos materiais e a testar diferentes estruturas internas. Estamos sempre um passo mais à frente porque temos mais e melhores meios técnicos, que nos permitem evoluir tanto na poupança de tempo como na exploração de diferentes métodos. Uma das
grandes diferenças entre o pneu de ontem e o de hoje é que existe um maior grau de compromisso entre os distintos aspetos de um pneu. Hoje, sabemos como conseguir progredir em critérios que antes eram considerados totalmente opostos, como a durabilidade e o conforto de condução, ou, para ser um pouco mais técnico, a resistência ao rolamento com distâncias de travagem curtas em todo o tipo de superfícies. Agora, juntamente com o progresso das nossas investigações, e o desenvolvimento de melhores tecnologias, é possível fazer um bom pneu que seja eficiente tanto em piso seco como molhado, e, ao mesmo tempo, em condução desportiva. O exemplo mais claro de tudo isto é, precisamente, o Goodyear Eagle F1 Asymmetric 5. Assim, é, também, possível dar preferência a determinados requisitos, como garantir que prevalece a performance do pneu e fazer com que nao se degrade, caso seja isso o que é procurado por parte de los consumidores.

Sabia que?…

A Goodyear é parceira de muitos fabricantes de automóveis, e fornecedora de equipamento de origem, com o Goodyear Eagle F1, de mais de 300 modelos em todo o mundo. Que é capaz de satisfazer todas as exigências dos clientes, e de abastecer todas as categorias de automóveis existentes no mundo, sendo também líder na indústria do pneu para automóveis elétricos.

A Goodyear está presente no equipamento de origem de 67 modelos híbridos, híbridos plug-in ou 100% elétricos, e que a gama Goodyear Eagle F1 também está presente, atualmente, em modelos como o Audi E-Tron, o Jaguar I-Pace e o Tesla Model X.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.