Robôs autónomos facilitam trabalho aos operários da Ford

0

A Ford está a recorrer a robôs autónomos no processo de entrega de peças nos diferentes pontos das fábricas, onde estas são precisas

Programado para reconhecer a planta da fábrica, o robô “Survival” altera a sua rota sempre que encontra obstáculos no seu caminho. É o primeiro do seu género a ser usado numa fábrica da Ford na Europa

Os testes realizados demonstram que o “Survival” poupa até 40 horas por dia de trabalho, permitindo aos operários realizar outras tarefas mais elaboradas

Ainda faltam alguns anos para a chegada dos veículos autónomos da Ford, mas há um pequeno robô que está a demonstrar as possibilidades.

Apelidado de “Survival”, devido à sua capacidade de adaptação ao ambiente em seu redor, o robô faz a entrega de peças numa das fábricas da Ford na Europa, afastando-se de objectos imprevistos que surjam no seu caminho, mudando de rota se o percurso estiver obstruído e parando sempre que necessário.

Desenvolvido integralmente por engenheiros da Ford, é o primeiro de seu género a ser usado em qualquer uma das instalações europeias da empresa.

“Programámo-lo para aprender todo o piso da fábrica, para que, fruto de um conjunto de sensores, não precise de quaisquer ajudas externas para navegar”, disse Eduardo García Magraner, director de engenharia da avançada fábrica da Ford em Valência, Espanha, onde o robô está a ser testado.

“Quando começou a circular, alguns funcionários pensaram estar em algum tipo de filme de ficção científica, ficando parados a olhar quando por eles passava. Agora já se habituaram e concentram-se nas suas funções, sabendo que o robô é suficientemente inteligente para trabalhar em seu redor.”

O fornecimento de peças e de materiais de soldadura às diferentes estações da fábrica é um elemento crucial para manter a cadência de produção dos modelos Kuga, Mondeo e S-MAX. Já para os operários da Ford, essa é uma tarefa demorada e relativamente monótona. O robô não substitui os funcionários, mas pode poupar até 40 horas de trabalho diária ao assumir este papel, permitindo que os operários apliquem o seu tempo em tarefas mais complexas.

O robô está equipado com uma plataforma automatizada, com 17 slots para materiais de diferentes pesos e dimensões. Para evitar erros, a abertura e fecho dessas secções é automatizada, sendo que os operários de cada área apenas têm acesso aos materiais que lhes estão atribuídos.

“O robô está em testes há quase um ano e, até à data, tem trabalhado na perfeição. Tornou-se num valioso membro da equipa,” disse Garcia Magraner. “Esperamos poder colocá-lo a tempo integral em breve e expandir esta solução a outras instalações da Ford.”

O “Survival” é um dos pequenos robôs inteligentes que são utilizados em instalações da Ford na Europa, junto com “Robutt” e os co-bots de Colónia, na Alemanha. O robô autónomo recorre a tecnologia LiDAR (Light Detection and Ranging) para visualizar o ambiente em redor, solução igualmente empregue nos protótipos de veículos autónomos da Ford.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.