Jornada vitoriosa para a Veloso Motorsport no Estoril

0

A jornada inaugural do Open de Portugal de Velocidade, que este fim-de-semana se disputou no Circuito do Estoril, terminou com o triunfo da Veloso Motorsport nas duas corridas reservadas ao Campeonato TCR Ibérico e em termos absolutos na derradeira corrida do OPV, onde Francisco Mora e o SEAT Leon TCR se revelaram imbatíveis. A dupla Miguel Lobo e Patrick Cunha estiveram também eles em grande nível ao volante de um Porsche Cayman GT4, conseguindo vencer a sua categoria nas três corridas disputadas. A participar no Troféu KIA Picanto GT Cup, o jovem José Maria Marreiros teve uma passagem curta e azarada pelo Estoril.

“Foi uma bela maneira de começar a época com o pleno de vitórias nos TCR Ibéricos, o que me permitiu cumprir na integra os objectivos que tínhamos para esta jornada. Foi bom regressar ao SEAT Leon, que esteve impecável ao longo de todo o fim-de-semana fruto do bom trabalho da Veloso Motorsport. Tive lutas divertidas com carros de outras categorias e só tenho pena que não tenham aparecido mais TCR competitivos, porque aí seria ainda melhor para nós pilotos e para quem assiste às corridas. Com estes resultados estamos bem lançados para lutar pelo título e isso é que é o mais importante.” Disse Francisco Mora.

“Foi um fim-de-semana que acabou por correr muito bem e onde cumprimos os objectivos que tínhamos para esta prova. Fiz a pole-position à geral para a primeira corrida e apesar de ter feito um bom arranque, tive problemas com a caixa de velocidades que me fizeram ter de parar duas vezes nas boxes. Isto acabou por estragar a nossa primeira corrida, onde acabamos em oitavo à geral, ganhando mesmo assim a classe GT4. A Veloso Motorsport fez um trabalho brilhante para recuperar a caixa de velocidades durante a noite e no Domingo conseguimos andar ao nosso nível com mais duas vitórias nos GT4 e ainda bons resultados à geral. Para Braga já vamos alinhar com o Mercedes AMG GT4 e por isso esperamos subir ainda mais a nossa capacidade competitiva.” Adiantou Miguel Lobo.

“Foi bom regressar ao activo e penso que foi muito boa a nossa prestação aqui no Estoril. Andamos sempre com um bom ritmo e nos treinos, enquanto a pista esteve muito molhada, nós estivemos na frente e na minha série quase consegui a pole, mas a pista secou ligeiramente e não foi possível chegar a esse objectivo. Na segunda corrida do fim-de-semana consegui uma boa prestação e o segundo lugar à geral. Na derradeira corrida andamos muito bem, mas os travões não ajudaram e começaram a apresentar alguma fadiga, o que nos levou a ter de controlar o ritmo para chegar sem sobressaltos ao fim da corrida.” Disse Patrick Cunha.

O Open de Portugal de Velocidade 2019 regressa às pistas a 18 e 19 de Maio no Circuito de Braga, onde se vai disputar a segunda jornada desta competição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.