Grande exibição de Nuno Matos travada pela fiabilidade

0
  • Dupla esteve na discussão da vitória
  • Problemas mecânicos forçam o abandono
  • Equipa focada na próxima prova

Nuno Matos e Pedro Marcão apresentaram-se à partida para a Baja de Loulé com a motivação em alta, depois do grande triunfo na Baja TT do Pinhal. Um espírito que se traduziu num andamento forte desde início, terminando o dia de ontem na discussão do triunfo na ronda algarvia, ao serem terceiros da geral.

Um resultado que lhes garantia aspirações legítimas à vitória este domingo. Porém, logo nos quilómetros iniciais do setor seletivo desta manhã, problemas na caixa de direção no FIAT Fullback Proto condicionaram a prestação da equipa, que ainda realizou 15 quilómetros sem direção assistida, mas foi forçada a dar por terminada prematuramente a presença no evento algarvio.

“Vínhamos a andar muito bem, estávamos no terceiro lugar e com um bom ritmo. As perspetivas eram boas, mas as corridas são mesmo assim. Quando percebemos que tínhamos problemas na caixa de direção, parámos para ver o que era. Infelizmente, era impossível continuar”, explicou Nuno Matos.

Apesar do resultado, a Baja de Loulé espelhou mais uma vez o andamento da equipa, cada vez mais ambientada ao novo carro: ”Voltámos a conseguir estar na discussão dos primeiros lugares, o que volta a comprovar o grande potencial do carro, numa prova com novidades para nós e muito exigente.”

Os piloto fez também questão de enaltecer o apoio sentido: “Mais uma vez, quero deixar uma palavra de agradecimento aos nossos patrocinadores, amigos e adeptos, pela confiança que depositam em nós e por tornarem este projeto possível. Queria também agradecer o trabalho incansável da minha equipa e também todas as mensagens de apoio e carinho demonstrado nas redes sociais por quem nos segue.”

Em termos de campeonato, o resultado não foi o esperado, mas a equipa está moralizada. “Este é um ano de regresso a tempo inteiro à competição. O nível do campeonato está muito elevado e por isso estas primeiras provas foram muito importantes para vermos onde nos poderíamos posicionar. Apesar deste resultado, é importante percebermos que estamos entre os mais rápidos. Por isso a motivação está em alta. Venha Reguengos”, comentou animado o piloto portalegrense.

O próximo desafio da dupla é a Baja TT Capital dos Vinhos de Portugal, a realizar entre os dias 24 e 26 de maio. “É uma prova de que gostamos muito. Desafiante e com bonitas paisagens. Além disso, correr no Alentejo é sempre um enorme prazer, é correr em casa. Estão todos convidados a aparecer”, concluiu sorridente Nuno Matos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.