BraCarDox e Hugo Araújo com regresso agridoce à Montanha

0

A estrutura bracarense BraCarDox e o piloto Hugo Araújo foram figura de destaque durante o dia de Sábado na Rampa da Penha, primeira prova do Campeonato de Portugal de Montanha 2019.

Assumindo desde início um ritmo forte, o piloto bracarense que dominou o Warm-Up e fez segundo no primeiro treino livre ainda teve uma subida abortada, provocada pelo abandono em prova do carro que estava imediatamente à sua frente.

No entanto na derradeira subida, a primeira oficial, a equipa decidiu arriscar e montar pneus slicks. No final não se revelou a escolha mais acertada, contudo Hugo Araújo e o diabólico Impreza fecharam as contas do dia com um excelente terceiro lugar na geral e primeiro entre os Turismos!

Para Hugo Araújo, este regresso em força aos palcos das Montanhas nacionais mostrava a validade competitiva do projeto pensado e executado pela Bracardox em Braga e que recebeu a simpática alcunha de “BUGZZILA”.

“O trabalho feito na versão 2.0 do Impreza foi notório. Hoje, logo desde os primeiros metros, me senti muito à vontade com o comportamento do carro, estava muito equilibrado e com um Setup a meu gosto. É público que gosto de andar à chuva e que me sinto muito à vontade em condições difíceis pelo que tentei aproveitar ao máximo e jogar com isso a meu favor. A equipa fez um grande trabalho, mas amanhã temos um dia longo pela frente, vamos tentar dar o melhor para nos mantermos nos primeiros lugares.” comentava satisfeito o piloto Hugo Araújo, campeão 2016/17 do troféu SuperSeven e campeão do Troféu KIA Picanto GT CUP2018.

Também satisfeito, Amilton Vieira, líder da equipa Bracarense, afirmava que “Apesar do carro ainda estar em desenvolvimento e não estar no ponto por nós definido, estamos muito satisfeitos com a prestação do mesmo e do Hugo hoje. Toda a equipa está focada neste projecto e é de louvar o seu empenho! Esperamos que amanhã o Bugzilla e o Hugo mantenham o mesmo nível e que toda a gente disfrute.”

Contudo, no Domingo, piloto e equipa não foram bafejados pela sorte. Um problema mecânico no Warm-up matinal deitou por terra as aspirações da equipa em alcançar um resultado de relevo.

“É com muita tristeza que nos vemos impedidos de culminar o trabalho a que nos tínhamos proposto. Hoje as condições meteorológicas estavam do nosso agrado e sabíamos que íamos discutir a vitória à geral, mas as corridas são mesmo assim, muitas vezes decididas em pequenos detalhes. O projeto da equipa é novo, esta era no fundo a sua 5ª corrida e estarmos tão próximos de discutir a vitória no Campeonato Portugal de Montanha só pode ser motivo de orgulho de todos os envolvidos no projeto.” Comentava o resignado piloto bracarense.

Para o líder da estrutura bracarense, Amilton Vieira, “a estratégia da equipa era apostar tudo no Domingo que se previa bastante chuvoso! Sábado fomos testando alguns setups na regulação de tração e tudo apontava para um Domingo de sucesso. O Hugo estava cada vez mais confiante e o carro acompanhava-o. Infelizmente fomos todos traídos por um problema e decidimos não arriscar uma vez que a Falperra é “já ao virar da esquina”.

A equipa que defende as cores da MELEIRO4, MGB, RENARFERBET, COFERBET e XSHIFTGEARBOXES irá continuar o seu trabalho de desenvolvimento tendo em vista a participação na segunda prova do CPM, a Rampa da Falperra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.