Dovizioso bate Marquez e consegue vitória brilhante

0

A MotoGP começou com uma corrida emocionante no Qatar, plena de competitividade ao longo das 22 voltas do GP, para terminar com a vitória de Andrea Dovizioso, que ficou apenas seladasobre a linha de chegada. Conforme os pilotos esperavam após os dois dias de treinos, a prova em Losail foi de grupo, com os cinco primeiros a receber a bandeirada separados por apenas 0s600.

Apesar de o pelotão se te mantido agrupado, Dovizioso passou a maior parte da corrida na liderança, cedendo o primeiro lugar momentaneamente a Marc Márquez e Álex Rins, com o piloto da Ducati #4 a conserva os seus pneus para garantir um ataque decisivo nas voltas finais.

Na penúltima volta, Andrea Dovizioso errou e permitiu que Márquez fosse para a frente. Frio, o italiano usou o cone de ar para colar-se à Honda e mergulhou primeiro na curva um. O #93 até tentou um novo ataque, mas Dovizioso encontrou uma forma de manter a porta fechada e receber a bandeirada com 0s023 de frente.

Voltando ao activo pela primeira vez desde a séria lesão que sofreu no tornozelo no ano passado, Cal Crutchlow bateu Álex Rins na reta final da corrida e completa o pódio em Losail. 14º na grelha após dois dias difíceis, o quarentão Valentino Rossi voltou a mostrar que é um piloto de corrida e fez uma excelente recuperação para terminar a corrida no quinto lugar. 0s600 atrás de Dovizioso, o #46 foi a melhor Yamaha.

Danilo Petrucci não conseguiu aparecer entre os primeiros e recebeu a bandeirada apenas em sexto, 0s161 à frente de Maverick Viñales. Dono da pole, o #12 perdeu a liderança na largada e foi perdendo terreno com o passar das voltas. Estreante, Joan Mir chegou a andar mais para a frente, mas acabou em oitavo, seguido por Takaaki Nakagami. Aleix Espargaró colocou a Aprilia no último posto do top-10.

Voltando de lesão e depois de duas quedas no fim de semana, Jorge Lorenzo fez uma estreia discreta com a Honda e acabou a corrida no 13º posto, 14s307 atrás do ex-companheiro de Ducati. Destaque ao longo do fim de semana, Fabio Quartararo viu a YZR-M1 ir abaixo antes de sair para a volta de formação e teve de largar do “pit-lane”. O #20 recuperou o que pode, mas acabou apenas em 16º, 0s812 atrás de Johann Zarco, que somou seu primeiro ponto com a KTM.

Excelente prestação de Miguel Oliveira na sua estreia no MotoGP, com o piloto luso a terminar a corrida na 17ª posição depois de ser durante grande parte da corrida, o melhor dos pilotos da KTM, rodando sempre em zona de pontuação. O pneu traseiro “terminaria” a sete voltas do final e Oliveira perderia então 4 posições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.