Elisabete Jacinto lidera os camiões na entrada na Mauritânia

0

A 11ª edição do Africa Eco Race cumpriu hoje o seu dia de descanso em Dakhla, no sul de Marrocos. Numa altura em que já se disputaram cinco das 12 etapas que compõe esta grande maratona africana, a equipa Bio-Ritmo® prossegue para a segunda semana do rali, que se disputa maioritariamente na Mauritânia, no 1º lugar entre os camiões e no 7º da classificação conjunta auto/camião. Tendo usufruído deste dia perto da praia, os portugueses aproveitaram a pausa para rever a mecânica do MAN TGS de competição e ajustar as estratégias para as jornadas que se seguem.

Elisabete Jacinto, que se prepara para competir amanhã nas pistas da Mauritânia onde predominam os percursos de areia, faz um balanço positivo da primeira semana de corrida: “as etapas de Marrocos são sempre bastante difíceis e cansativas porque os percursos são muitos duros. Tivemos alguns problemas, mas nada que nos perturbasse muito ou que nos fizesse perder tempo em demasia. Estamos contentes com os resultados alcançados, particularmente porque nos esforçámos muito para conseguir ficar à frente destes camiões tão competitivos. Para os próximos dias não sabemos bem o que esperar porque a Mauritânia é sempre uma surpresa. Mas, vamos dar o nosso melhor e esperar que corra tudo bem”, afirmou a piloto portuguesa.

Elisabete Jacinto, José Marques e Marco Cochinho destacaram-se nesta primeira semana de corrida ao discutir de forma aguerrida pelo primeiro lugar da prova com os seus mais diretos adversários, o belga Igor Bouwens e o checo Tomas Tomecek – que já venceu por três vezes esta competição. Desde o início, os portugueses primaram pela fiabilidade ao alcançarem três segundos lugares nas primeiras etapas do Africa Race o que lhes permitiu subir à liderança da categoria ao fim de três dias. Mas, foi na quinta jornada que mais sobressaíram ao serem os mais rápidos entre os camiões. O trio luso mostrou toda a sua competitividade ao imprimir um andamento rápido e eficaz que lhe possibilitou assegurar, ao final de uma semana de prova, o 1º lugar entre os camiões e a 7ª posição da classificação geral.

Atrás da equipa Bio-Ritmo®, a 1h40m está o belga Noel Essers e em terceiro segue o seu conterrâneo Igor Bouwens que conta com uma diferença de 2h08m para os portugueses. Fora da equação está o checo Tomas Tomecek que sofreu na quinta etapa uma penalização de mais de 10 horas.

Depois do descanso disputa-se amanhã a sexta etapa do Africa Race cumprida entre Dakhla e Chami. O dia começa bem cedo pois será necessário cumprir as formalidades alfandegárias para passar a fronteira para a Mauritânia ainda de manhã. A especial vai contar com 176 quilómetros cronometrados e a chegada ao acampamento a meio da tarde dará tempo suficiente para as assistências verificarem os veículos antes da jornada maratona.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.