João Monteiro triunfa nas 4H SSV em Fronteira

0

Quinto classificado nos treinos cronometrados, João Monteiro fez uma corrida sempre a progredir na tabela classificativa e concluiu a sua participação no lugar mais alto do pódio. O piloto do Can-Am X3 XRS ficou em primeiro, com uma volta de vantagem sobre Pedro Carvalho e Paulo Delgado que, também em Can Am, ficaram no segundo posto. Marco Silva fechou o pódio, também a uma volta do vencedor.

“Não podia acabar melhor. Depois do campeonato, venci esta prova. Já fui várias vezes ao pódio, inclusivamente sempre com o meu pai. Este ano, ele ´cortou-se´ mas tenho esta prendinha”, afirmou João Monteiro no final da corrida.

As 4 Horas SSV começaram com o adiamento da partida, das oito para as nove horas, devido ao intenso nevoeiro que cobriu a zona do Terródromo de Fronteira. Por razões de segurança, a direção de prova optou, assim, por encurtar a competição em uma hora e a meia centena de SSV concorrentes fez-se à pista para competir durante três horas.

A sair da pole-position, Pedro Carvalho e Paulo Delgado não conseguiram segurar o primeiro posto e foram ultrapassados por Luís Miguel Cidade e Miguel Farrajota. Esta dupla esteve no comando durante as primeiras voltas mas, com o desenrolar da corrida, caiu na classificação para terminar fora do top-ten. Em sentido contrário, João Monteiro, que arrancou da quinta posição, subiu lugares e, já na última hora de prova, assumiu a liderança.

Mais constantes, Pedro Carvalho e Paulo Delgado andaram regularmente entre os primeiros. Nem a paragem nas boxes para troca de pilotos e reabastecimento provocou grandes alterações. Foi desta forma, que a dupla conseguiu o pódio, fruto do segundo lugar em que terminou. Também no pódio, Marco Silva teve um desempenho ao longo das três horas de competição impressionante. O piloto do Can Am com o número 235 partiu do décimo lugar para conquistar o seu primeiro pódio em Fronteira.

Os SSV da categoria C1 foram os dominadores naturais da prova organizada pelo ACP Motorsport ao ocuparem as oito primeiras posições. O melhor dos C2 ficou em nono da geral. Foi o Yamaha YXZ 1000R de Pedro Manescas. Entre os C3, o triunfo foi para Bruno Martins com o Rage Comet R. O piloto foi o 21º a receber a bandeirada de xadrez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.