Pedro Silva e José Janela bisam no Desafio Total/Mazda

0
  • Consagração dos Vencedores de 2018

Um ano depois de terem conquistado os ceptros de “Campeões” do Desafio Total/Mazda, Pedro Dias da Silva e José Janela apostaram em idêntico objectivo para 2018, numa operação que, no final do ano, se revelou bem sucedida, repetindo um título desta feita decidido no final da derradeira prova.

Entre outros resultados, a dupla do Mazda Proto da PKR Sport somou 3 vitórias, saboreando o champanhe das Bajas de Loulé, de Gondomar e na Portalegre 500, resultados que ajudaram a solidificar a sua pontuação acumulada, eles que se apresentaram à partida da última prova da temporada no 2º lugar do ranking. Dominadores em todos os Prólogos disputados, no conjunto das 6 provas do calendário de 2018, e de mais de dois terços dos respectivos Sectores Selectivos, Pedro Dias da Silva e José Janela somaram os pontos suficientes para que agora pudessem receber os respectivos galardões das mãos de Luís Morais, Director Geral da Mazda Motor de Portugal, e de Pedro Abecasis, Director Geral da Total Portugal, em cerimónia realizada ontem ao final da tarde no Clube Náutico Alfoz, em Alcochete.

Líderes até à derradeira jornada e depois de terem sido 3ºs classificados no Desafio 2017, Bruno Rodrigues e Ricardo Claro subiram este ano um degrau no pódio de consagração, com um excelente 2º lugar nesta edição. No conjunto dos resultados deste ano destacam-se a vitória na Baja TT de Idanha, prova em que venceram ambos os Sectores Selectivos, e os 3ºs lugares alcançados em Loulé e em Gondomar. Quanto a Jorge Cardoso/Joaquim Norte, nesta edição do Desafio garantiram, entre outros resultados, três 2ºs lugares nas Bajas TT do Pinhal, de Loulé e de Gondomar, que lhes deu o 3º lugar final no troféu.

A alguma distância pontual desse pódio ficaram Filipe Videira e Pedro Santos, eles que tiveram como melhor resultado um 3º lugar na Baja TT Capital dos Vinhos de Portugal/Reguengos de Monsaraz, num ano em que diversas condicionantes os impediram de terminar algumas das provas, questões com que também Floriano Roxo e Pedro Carrapiço (5ºs classificados) tiveram de lidar.

Destaque ainda para as equipas Francisco Gil/Filipe Rasteiro e Bruno Oliveira/Paulo Marques que, apesar de terem vencido uma prova cada – os primeiros logo em Pinhal e os segundos em Reguengos – não se classificaram, por não terem participado no número mínimo de 4 provas, conforme estipula o Regulamento Desportivo do Desafio Total Mazda 2018. O mesmo aconteceu com os restantes participantes Nuno Tordo/António Serrão, Mário Pedro/João Santos ou Nuno Ferreira/António Saraiva, se bem que estes últimos não tivessem conseguido somar qualquer resultado nas provas em que se inscreveram.

Culminando nesta indecisão até à sua derradeira jornada, esta 11ª edição do Desafio Total/Mazda voltou a ser palco de lutas bastante animadas, até mesmo com outros adversários, não sendo raras as vezes em que se viam os Mazda Proto com kit CX-5 a discutirem os lugares da frente das suas 6 provas, umas mais demolidoras do que outras, alcançando-se algumas excelentes prestações à geral em algumas delas. Exemplos são as subidas aos pódios de Pedro Dias da Silva em Gondomar e de Bruno Rodrigues no “Evento Nacional” da Baja 500 Portalegre.

Realizada no Clube Náutico Alfoz, em Alcochete, esta cerimónia de entrega de prémios do Desafio Total/Mazda 2018 consagrou, como habitualmente, outras entidades com os denominados “Prémios Prestígio”: o troféu de “Melhor Preparador” ficou para a PRK Sport, responsáveis pela preparação do Mazda Proto da dupla vencedora, sendo o de “Melhor Concessionário Mazda” entregue à gerência da SGS Car, que ao longo do ano apoiou os agora ‘Bi-Campeões’.

Classificações Finais do Desafio Total/Mazda 2018

Cl. Pilotos Navegadores Pontos

1º Pedro Dias da Silva José Janela 101 pontos

2º Bruno Rodrigues Ricardo Claro 94 pontos

3º Jorge Cardoso Joaquim Norte 55 pontos

4º Filipe Videira Pedro Santos 27 pontos

5º Floriano Roxo Pedro Carrapiço 25 pontos

Nota: Os restantes participantes do Desafio Total Mazda 2018 não se encontram classificados por não terem participado no número mínimo de 4 provas (Ponto 8 do Regulamento Desportivo).

Iniciativa única no panorama do todo-o-terreno nacional, esta organização da Mazda Motor de Portugal voltou a contar, em 2018, com o alto patrocínio da Total e as parcerias da EuropAssistance e a Avivar.

Uma nova realidade em 2019

Relativamente ao próximo ano, a realidade do envolvimento da Mazda Motor de Portugal no todo-o-terreno nacional irá reger-se por novos contornos. Iniciativa única no panorama do TT nacional, o Desafio Total Mazda proporcionou, ao longo dos seus 11 anos de vida, um crescente grau de competitividade e interessantes lutas não só no seio do seu pelotão como até, e por diversas vezes, na disputa pelos melhores lugares à geral.

Recorrendo às mais prestigiadas jornadas do Campeonato de Portugal de TT, organizado pela FPAK – Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, e às icónicas 24 Horas Vila de Fronteira, a jornada anual de encerramento por excelência do todo-o-terreno nacional, consagraram-se nomes como Bruno Oliveira, o primeiro ‘Campeão’ do Desafio (em 2008), seguindo-se João Pais (2009 e 2010), João Rato (2011, 2012 e 2015), ele que tem o inigualável estatuto de também ter sido o primeiro ‘Campeão’ dos Navegadores (2010), passando-se depois por Etelvino Carvalho (2013 e 2016), Carlos Pinto (2014) e, nas duas últimas edições Pedro Dias da Silva. Nos Navegadores também o seu navegador José Janela bisou o título, este ano e em 2017, tal como o havia feito José Motaco em 2011 e 2012, num palmarés onde também constam os nomes de Nuno Gonçalves (2013), Miguel Sanchez (2014), João Ratinho (2015) e João Penedo (2016).

“Ao longo de 11 anos a Mazda Motor de Portugal, em conjunto com os seus patrocinadores e apoiantes, organizou aquele que foi o único troféu monomarca do passado recente no todo-o-terreno nacional,” referiu José Santos. “Fizemo-lo com um grande sucesso, levando à consagração de diversos ‘Campeões’ entre Pilotos e Navegadores, nomes que nas suas diferentes épocas demonstraram todo o seu valor ao volante de viaturas Mazda, alguns deles oriundos de outras esferas da competição motorizada, como os ralis ou o motociclismo, explorando as potencialidades das pick-up BT-50 e, mais recentemente, das Mazda Proto com kit CX-5.”

“Chegou agora a hora de um virar de página, sendo que a Mazda irá continuar presente na modalidade mas em moldes diferentes, passando por um tipo de apoio diferente aos pilotos que defenderem as cores da marca no CPTT 2019”, acrescentou.

Particularizando, o envolvimento da Mazda Motor de Portugal no Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2019 irá, assim, fazer-se “exclusivamente através da atribuição de prémios monetários a todos aqueles que, aos comandos de veículos com silhueta Mazda – através dos actuais kits CX-5 que, na sua inscrição, se apresentem como Mazda Proto – venham a conquistar um lugar no top-10 (Classificação Final) das diferentes provas do CPTT do próximo ano”, complementou José Santos.

 

A essas equipas será, assim, atribuído um montante de 1.000 euros, independentemente da posição em que venham a terminar dentro dos 10 primeiros classificados, à geral, nas provas pontuáveis para o Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.