Ricardo Gomes quer fechar temporada em alta

0

Ricardo Gomes disputa no próximo fim-de-semana a derradeira ronda do CSS Group 1, participando no Estoril Racing Festival, um dos eventos mais marcantes da temporada nacional de velocidade, onde terá um novo colega de equipa.

O piloto de Braga estreou-se este ano na categoria promovida pela Race Ready que coloca em pista as máquinas que marcaram a história de campeonatos como o BTCC até 1981, e tem mostrado ser bastante competitivo, alcançando um pódio no exigente e mítico circuito de Jarama.

No próximo sábado e domingo Ricardo Gomes volta a ter como palco um traçado com pergaminhos nas páginas passadas do automobilismo – como garante a primeira vitória de Ayrton Senna na Fórmula 1 ou os títulos de Niki Lauda, 1984, e Alain Prost, 1993, todos feitos obtidos no Autódromo Fernando Pires da Silva – mostrando-se entusiasmado e motivado para mais um desafio. “É sempre um prazer voltar ao Estoril, é um circuito de que gosto muito e que tem uma longa história, que nos deve deixar orgulhosos a todos nós, portugueses e adeptos das corridas de automóveis. É o palco perfeito para terminar a temporada do CSS Group 1 e para um evento, o Estoril Racing Festival, que se afirma ano após ano como um ‘must’ para todos os aficionados de automobilismo, dado que é muito bem organizado e possui muitos motivos de interesse. Estou ansioso por poder entrar em pista com o Ford Escort Mk2 preparado pela Old School Ford”, sublinhou o piloto bracarense.

Ricardo Gomes terá no Autódromo do Estoril um novo colega de equipa, Jorge Santos, e, depois de ter já provado o sabor do champagne com uma subida ao pódio, está determinado em terminar a época no palanque dos vencedores. Contudo, o piloto do Ford Escort Mk2 mostra-se consciente da especificidade deste evento, que terá uma corrida de duas horas de duração, ao invés das habituais duas provas de vinte minutos. “Já provámos que temos andamentos para nos imiscuirmos na luta pelas três melhores posições, apesar da forte competitividade que se vive à frente do pelotão da CSS Group 1. Esta corrida tem a singularidade de ter a duração de duas horas com troca de pilotos, o que a torna num desafio diferente. Terei um novo colega de equipa, mas penso que o Jorge realizará uma adaptação rápida ao carro e à Old School Ford. Vamos trabalhar para termos um carro bem afinado que nos permita atacar desde a qualificação para podermos bater-nos na corrida por um bom resultado”, afirmou com confiança o piloto de Braga.

O programa oficial do Estoril Racing Festival inicia-se na sexta-feira, para terminar no domingo com a corrida de duas horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.