Pedro Perino no top 5 da mediática Taça de Portugal

0
  • Piloto de Oeiras esteve na luta pela vitória na pista de Portimão

Pedro Perino cumpriu o objetivo de garantir um lugar no top 5 da Taça de Portugal de Karting 2018 da categoria Júnior, na qual se estreou este ano. Partindo para a Final da terceira posição, o piloto de Oeiras esteve até à bandeirada de xadrez na luta pela vitória, integrado num grupo de seis pilotos que proporcionaram um grande espetáculo. Numa corrida emocionante, Pedro Perino terminou num excelente quarto lugar a escassos 0,3s do pódio. Resultado prometedor para o piloto que se estreou este ano na competitiva categoria Júnior disputada por mais de duas dezenas de concorrentes.

No Kartódromo Internacional do Algarve, em Portimão, Pedro Perino – rookie no extenso pelotão da categoria Júnior – estreou-se a competir na emblemática Taça de Portugal de Karting. O piloto de Oeiras, de apenas 13 anos de idade, notabilizou-se no Campeonato de Portugal de Karting 2018 e agora na prova de encerramento de época, considerada a grande festa do Karting nacional, confirmando o potencial que já havia demonstrado desde o início da temporada.

Nos treinos livres, Pedro Perino foi um dos pilotos mais rápidos em pista mas nos treinos cronometrados viria a rubricar a oitava melhor volta. A partir de então, sem baixar os braços, iniciou uma recuperação notável ao terminar a primeira manga de qualificação no sexto posto para depois fazer ainda melhor na segunda manga, que concluiu no quarto lugar.

Na Final algarvia, face aos resultados alcançados nas mangas de qualificação, o jovem piloto de Oeiras largou da terceira posição e durante as 12 voltas ao traçado de 1.531 metros esteve na luta pela vitória, tendo as seis primeiras posições ficado definidas na última volta, sendo que Pedro Perino foi quarto classificado, ficando a escassos 0,3s de garantir um lugar no pódio. Uma prestação muito positiva para quem se estreou este ano na categoria mais competitiva do Karting em Portugal e que reúne mais de 20 pilotos.

“Nos treinos livres estávamos muito rápidos e tivemos indicações de que poderíamos fazer uma boa prova. Nos treinos cronometrados, com tantos pilotos em pista, é importante apanhar um ‘cone de ar’ mas isso não foi possível, daí ter feito a oitava melhor marca. Mantive-me empenhado em dar o meu melhor nas mangas de qualificação e recuperei o prejuízo, dado que garanti a terceira posição na grelha de partida para a Final. Na corrida decisiva tudo poderia ter acontecido nas duas últimas voltas já que éramos um grupo de seis pilotos com hipóteses de ganhar. Acabei por cortar a meta na quarta posição, a apenas 0,3s do terceiro classificado e considero o resultado muito positivo pois fiquei a um lugar do pódio numa prova emblemática e recheada de bons pilotos”, comentou no final da prova Pedro Perino, piloto patrocinado pela Rangel, THL, Hospitec, Prime Time Tours e Sentidos Beach Retreat.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.