Peterhansel e Nani Roma na Baja Portalegre 500

0
  • Dois dos maiores nomes do TT mundial vão participar na Baja Portalegre 500 aos comandos de dois Mini da X-Raid.
  • Vladimir Vasyliev tenta garantir segunda posição na Taça do Mundo.
  • Ricardo Porém em busca da quinta vitória consecutiva.
  • Gregoire de Mevius nos Carros e filho Ghislan nos SSV.
  • Jutta Kleinschmidt regressa à Baja Portalegre num SSV.
  • Luís Oliveira tenta repetir triunfo de 2016 nas Motos.
  • Campeões do Mundo Júnior da FIM entre os inscritos.

São quase 400 inscritos de 24 nacionalidades que vão participar na Baja Portalegre 500 de 2018 entre Carros, Motos, Quads e SSV, alguns deles com possibilidade de sagrarem Campeões Nacionais ou Mundiais nas diversas categorias em competição.

Hélder Oliveira, João Ramos, Tiago Reis e Pedro Ferreira são os nomes em luta direta pelo título de Campeão Nacional de TT, enquanto no Mundial de T3 os olhos estarão sob José Campo e Santiago Navarro. Já nas Motos, o Campeonato pode decidir-se entre António Maio e Mário Patrão, enquanto João Monteiro pode colocar ponto final da corrida ao título dos SSV.

Contudo, há dois nomes que se destacam dos demais. A inscrição de última hora por parte da X-Raid vai permitir a participação na prova do ACP de dois dos maiores nomes do TT mundial: Stéphane Peterhansel e Nani Roma.

Para o “Senhor Dakar” será mais um regresso à mais importante prova nacional de Todo-o-Terreno, não fosse Peterhansel o único piloto a ter participado na Baja Portalegre em três categorias diferentes: Carros, que venceu em 2008 com um Mitsubishi Racing Lancer, Motos e nos agora denominados SSV. Desta feita, o francês prepara-se para competir aos comandos de um Mini John Cooper Works Rally com claras aspirações ao triunfo.

Já para Nani Roma, que chegou a ser dado com potencial participante em 2016, trata-se da estreia competitiva na prova. O espanhol, que esteve na Herdade das Coutadas no ano passado para assistir à partida da Mini Baja, vai fazer dupla com Peterhansel e pilotar o segundo Mini da X-Raid.

A correr em casa, e também ele com os olhos postos no triunfo, estará Ricardo Porém. O vencedor das últimas quatro edições da Baja Portalegre quererá voltar a fazer história com o penta. Para tal, Porém repete a aposta na South Racing e no Ford Ranger.

Outro nome que certamente tudo fará para levar de vencida a Baja é Vladimir Vasyliev. O russo ocupa o terceiro posto na Taça do Mundo e está apenas dois pontos da segunda posição ocupada por Martin Prokop, que não estará presente.

Ainda nas quatro rodas, referência ainda para a participação da família De Mevius. O Campeão do Mundo de Ralis de Produção de 1991 e 1992, Gregoire de Mevius, vai competir aos comandos de um Dunbee Buggy de duas rodas motrizes, enquanto o filho Ghislan, faz parte da lista de inscritos de SSV.

Mas não só nos carros há nomes sonantes à partida da Baja Portalegre 500 este ano. Também de regresso às pistas alentejanas estará Jutta Kleinschmidt. Desta feita a germânica vai competir não ao volante de um carro, como em 2005 quando fez parte da formação oficial da VW, mas sim aos comandos de um Yamaha YXZ 1000 Turbo. Não se tratando da estreia da antiga piloto do Dakar na categoria do momento, é, contudo, a primeira vez que Kleinschmidt vai enfrentar as pistas de Portalegre com um SSV.

Já conhecedor das exigências da prova aos comandos de um SSV, Ruben Faria vai tentar repetir o triunfo conseguido no ano passado aquando da estreia na categoria.

Olhando agora para as duas rodas, Luís Oliveira, vencedor da edição de 2016, vai certamente tentar “vingar” o azar do ano passado a 20 km do final e lutar, uma vez mais, pelo triunfo.

Mais conhecido das quatro linhas, mas já com várias passagens pelo TT, André Villas-Boas é outro nome que faz parte da lista de 398 participantes na prova. O treinador de futebol vai alinhar na Baja Portalegre pela segunda vez, novamente aos comandos de uma KTM 350 EXC F, e terá seguramente como objetivo melhorar o 69º lugar conseguido em 2016.

Dois pilotos que prometem despertar as atenções são os polacos Maciej Giemza e Adam Tomiczek. Ambos juniores, Giemza chega a Portalegre como vencedor da Taça do Mundo FIM de Cross Country Júnior em 2018 e 2017, enquanto Tomiczek foi terceiro na Taça do Mundo de Bajas Júnior este ano.

Outro dado digno de nota, é a internacionalização da Mini Baja. O projeto de formação de jovens pilotos de todo-o-terreno de duas rodas lançado pelo Automóvel Club de Portugal há nove anos tem atraído sempre um número interessante de participantes e este ano vai contar com uma piloto da República Checa. A jovem Nelly Caisová, de 15 anos, é a única rapariga do grupo e vai competir contra 13 outros jovens rivais, todos eles portugueses.

Estão assim reunidos os ingredientes para o que promete ser mais uma grande edição da Baja Portalegre 500 a disputar entre os próximos dias 25 a 27 de outubro e da qual sairão os Campeões Nacionais de TT, o Campeão do Mundo de T3 e, quem sabe, os vencedores dos títulos nacionais de Motos e SSV.

Para consultar as Listas de Inscritos da Baja Portalegre 500, carregue aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.