Pirelli faz a antevisão do G.P. de Singapura

0

O Grande Prémio de Singapura, marca a terceira presença da época do P Zero Pink – Composto Hipermacio (após o Mónaco e o Canadá) e também a quarta corrida do ano onde existe um “salto” entre os compostos nomeados. O Hipermacio e o Ultramacio serão as escolhas para o circuito de Marina Bay, mas depois existe um salto para o Macio (excluindo o Supermacio), primeira vez que esta especifica combinação é observada. A principal caracteristica de Singapura, é por ser uma corrida do campeonato que é realizada à noite, onde certamente apresenta desafios únicos, para além de ser uma espétaculo impressionante.

O CIRCUITO DO PONTO DE VISTA DO PNEU

A corrida à noite, significa que a evolução da temperatura dos pneus e do piso da pista não é o comum de uma corrida disputada à tarde.

Singapura possui a maior quantidade de curvas de qualquer circuito da Fórmula 1, 23, o que significa que os pneus estão constantemente em esforço a cada volta.

Também é um circuito urbano, tornando-o muito “verde” na primeira sessão, e também significa que as equipas têm que se adaptar ao mobiliário urbano dos circuitos citadinos. O sentido da volta é contrário ao sentido do relógio.

No Grande Prémio de Singapura do ano passado, choveu pela primeira vez na história da corrida: Lewis Hamilton venceu a corrida com a estratégia de uma paragem, trocando diretamente de Intermédio para Ultramacio na volta 29.

Singapura tem um recorde de 100% de Safety Cars em pista, onde tem uma grande influência na estratégia e a corrida chega ao seu limite das duas horas de corrida.

O pneu traseiro esquerdo é o pneu que exerce o maior esforço em Singapura, sendo a segunda volta mais lenta do ano após o Mónaco.

MARIO ISOLA – DIRETOR DESPORTIVO

“Escolhemos o Hipermacio para Singapura, onde deverá abrir a possibilidade de diferentes estratégias, dependendo das escolhas dos compostos de cada piloto. Ao conceber um “passo” acima das nomeações dos pneus, também esperamos obter algumas diferenças entre as performances dos diferentes compostos. São possiveis diversas alterações táticas, estas também influenciadas pela entrada de Safety Cars, como assim por todos os elementos imprevisíveis de um circuito citadino. Do nosso ponto de vista, embora a volta seja demasiado lenta, os pneus têm que enfrentar as temperaturas e humidade elevadas, um número elevado de curvas e os riscos normais de um circuito citadino com as inevitáveis barreiras e uma aderência variável. O facto desta corrida ser realizada à noite também acrescenta uma variável extra aos planos normais.”

O QUE HÁ DE NOVO?

O P Zero Pink hipermacio será visto pela primeira vez em Singapura, o que significa que a opção mais macia é efetivamente dois passos mais macio do que o equivalente no ano passado (já que todos os compostos 2018 estão um passo acima mais macios do que os de 2017).

Inaugurado em 2008, o Grande Prémio de Singapura, celebra o seu 10.º Aniversário em 2018.

No ano passado, o recorde do circuito foi realizado na qualificação por Sebastian Vettel. Com a introdução do composto Hipermacio, é esperado que o Recorde seja novamente estabelecido.

O Programa de desenvolvimento Pirelli 2019 continua na próxima semana, com a Ferrari e a Mercedes a testar os Slicks na quinta e sexta-feira em Paul Ricard. Também aqui, na semana passada, Lando Norris em McLaren completou 254 voltas a testar os pneus de chuva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.