Rui Ramalho vence na Rampa Senhora da Graça

0

Rui Ramalho não podia comemorar de melhor maneira o seu segundo título nacional de montanha. O piloto do Osella PA 2000 Evo 2 chegou, viu e venceu na Rampa da Sra. da Graça, confirmando nas subidas oficiais de prova aquilo que já tinha demonstrado em treinos.

Com a tranquilidade de um campeão já coroado, Ramalho começou a prova do CAMI Motorsport em Mondim de Basto, realizando os melhores registos na segunda e terceira subidas de treinos, realizadas da manhã deste domingo, conseguindo rodar abaixo de 2m10s e a uma distância colossal de toda a concorrência em prova.

Mas o piloto portuense, sempre insatisfeito, ‘tratou’ de rodar abaixo ainda dos 2m08s (2.07.699) logo na primeira subida oficial de prova. Seria a marca do fim de semana, já que de seguida ‘trepava’ o Monte Farinha em 2m08,955s, ‘rematando’ o triunfo com o somatório de 4m16,654s. Continua a saga do piloto portuense da PR Miniracing, que permanece invicto esta temporada.

Atrás do vencedor, Hélder Silva levou o Juno CN09 à segunda posição absoluta e nos protótipos, estando cada vez mais adaptado à sua “montada”. Para tal bastou rodar em 2m18,681s na primeira subida oficial e 2m15,938s na segunda.

O pódio absoluto foi completado por José Correia, que tal como prometera se bateu pelas posições cimeiras aos comandos do Nissan GT-R GT3. Depois de subir em 1m19,498s o vencedor dos GT ‘trepou’ ao Monte Farinha em 2m18,811s.

Quarto classificado no final, Manuel Correia garantiu o triunfo global nos Turismo e na Divisão 2. O piloto do Ford Fiesta R5 + realizou a primeira subida em 2m27,034s, batido por Nuno Guimarães, mas depois logrou o quarto registo, 2m25,873s, ‘arrumando a questão’ face a Luís Nunes, que na derradeira subida ficou a um segundo do seu adversário. Mas o triunfo nos Turismo 4 não fugiu ao piloto do Audi RS3 LMS, que soma e segue nesta divisão.

Na discussão pelo triunfo na Divisão 1, foi o fafense Parcídio Summavielle que levou a melhor, muito rápido e consistente no seu habitual Renault Clio R3.

Já no Campeonato de Clássicos de Montanha JC GROUP José Pedro Gomes confirmou a sua vitória. No Ford Escort MKII o piloto de Montalegre começou por subir em 2m40,031s, para na segunda subida oficial de prova registar 2m42,618s. Vitória absoluta entre os clássicos e, obviamente, triunfo também na Divisão 5.

Flávio Saínhas (Ford Escort MKI) terminou na segunda posição, enquanto ao último lugar do pódio subiu Augusto Vasconcelos (Ford Escort). Rui Gama, aos comandos do Austin Clubman, venceu a Divisão 6.

Na Taça de Portugal de Montanha 1300, Leonel Brás (Citroen AX) voltou a ser rei e senhor, dominando por inteiro a competição reservada a carros com motores até esta cilindrada.

O Campeonato de Portugal de Montanha JC Group vai rumar agora a terras transmontanas para, no final do corrente mês, disputar a oitava e ultima prova da temporada, a Rampa de Boticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.