Andrea Dovizioso e Ducati triunfam em Misano

0

Era dia de Ducati, mas não de Jorge Lorenzo. Andrea Dovizioso conseguiu superar o companheiro de equipa ainda nas primeiras voltas da corrida deste Domingo em Misano e isolou-se na frente para vencer o GP de San Marino e da

Dominante na sexta-feira, Dovizioso tinha deixado a desejar na qualificação, mas não se deixou abater pelo quarto posto na grelha. Atipicamente agressivo desde o início da disputa, o #4 assumiu a liderança após passar Lorenzo ainda na sexta volta e tratou de imprimir o ritmo forte exibido pela Ducati ao longo de todo o fim de semana para receber a bandeirada de xadrez com 2s822 de vantagem.

A luta pelo segundo lugar, foi muito mais animada, envolvendo dois grandes nomes: Lorenzo e Marc Márquez. Depois de ser deixado para trás por Dovizioso, Jorge Lorenzo viu o #93 chegar, mas empenhou-se em defender a posição.

Depois de algumas trocas de posição, Lorenzo manteve o segundo lugar e já nas voltas finais, apertou o ritmo para tentar ir buscar Dovizioso. Mas quando faltavam duas voltas para o fim, o #99 caiu na Quercia, a curva 8 de Misano, permitindo a automática promoção de Márquez ao segundo posto.

Também com uma boa performance ao longo do fim de semana, Cal Crutchlow não teve ritmo para acompanhar os três primeiros e acabou isolado, mas foi promovido ao pódio com a queda de Lorenzo. Álex Rins ficou em quarto.

A Yamaha, por outro lado, ficou-se pela promessa em Misano. Depois de uma performance sólida nos treinos e de até falar em lutar pela vitória, Maverick Viñales perdeu lugares depois de uma má largada e completou uma solitária corrida apenas no quinto posto. Valentino Rossi esteve igualmente mal na sua corrida de casa e ficou em sétimo, atrás de Dani Pedrosa.

Andrea Iannone ainda tentou ir buscar Rossi, mas acabou mesmo em oitavo, com Álvaro Bautista e Johann Zarco completando o top-10.

Com o resultado deste domingo, Dovizioso encerra um jejum de 11 anos da Ducati, que tinha vencido pela única vez na costa adriática da Itália em 2007, ainda com Casey Stoner.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.