Renault Cacia festeja a produção de 40 milhões de bombas de óleo

0

Não é só pela excelência no fabrico de caixas de velocidades da Aliança Renault-Nissan que a Renault Cacia se destaca… A unidade acaba de festejar a produção de 40 milhões de bombas de óleo. Mais um marco notável na história da segunda maior fábrica de construtores automóveis (em número de colaboradores), em Portugal. E o futuro promete, na medida em que já está em curso um programa de investimento de montante superior a 100 milhões de euros…

Nos dois últimos anos foi distinguida como a melhor fábrica de caixas de velocidades da Aliança Renault-Nissan, em todo o mundo. Mas, a verdade, é que a Renault Cacia também produz muitos outros componentes, ao ponto de se considerar que não há nenhum Renault a circular no planeta que não tenha (pelo menos) uma referência com origem na unidade dos arredores de Aveiro. As bombas de óleo são disso exemplo…

Desde 1982, que a Renault Cacia (inaugurada em setembro de 1981) também se dedica à produção de bombas de óleo. Uma história já longa, que acaba de ser assinalada pelo fabrico da bomba de óleo 40 milhões! Um número extraordinário, que confirma a importância da unidade para a Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, hoje, o maior construtor automóvel do planeta.

Com efeito, 70 por cento de todos os motores produzidos pela Renault beneficiam da incorporação de bombas de óleo fabricadas em Portugal. Atualmente, a Renault Cacia produz quatro famílias distintas do componente, com as linhas a estarem preparadas para fabricar até 89.500 referências por semana.

INVESTIMENTO DE 100 MILHÕES JÁ COMEÇOU

Por outro lado, sublinhe-se que já está em curso o programa de investimento, anunciado no final de 2016, num montante superior a 100 milhões de euros. O objetivo é dotar a fábrica de Cacia das condições necessárias à produção de uma nova geração de caixas de velocidades.

Com um volume de negócios, recorde em 2017, a Renault Cacia exportou a totalidade da sua produção para 14 países (África do Sul, Argentina, Brasil, Espanha, França, Grã-Bretanha, Índia, Irão, Marrocos, Roménia, Rússia, Tailândia e Turquia), distribuídos por quatro continentes.

Mais de setenta por cento do volume de negócios da fábrica diz respeito à produção de caixas de velocidades (725 000 em 2017) com a restante percentagem a dizer respeito a diversos componentes para motores a gasolina, bombas de óleo (do qual é o maior fornecedor de todo o Grupo Renault), árvores de equilibragem e outros componentes para caixas e motores. Pode dizer-se que em cada viatura Renault existe pelo menos um componente fabricado na Renault em Cacia.

Situada num complexo industrial de 340.000 m² de área total, dos quais 70.000 m² de área coberta, a Renault Cacia é a segunda maior unidade industrial de construtores automóveis em Portugal em número de colaboradores.

A Renault Cacia emprega, atualmente, cerca de 1400 colaboradores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.