Sam Bird mais perto do titulo com o 2º lugar no e-Prix de Zurique

0
  • O piloto britânico conquistou o segundo lugar na prova que marcou o regresso da competição motorizada à Suíça, após 64 anos.
  • Com este resultado, Bird reduziu a diferença e está agora a 23 pontos da liderença do Campeonato de Pilotos, numa altura em que faltam apenas duas provas para o fim da temporada.
  • A DS Virgin Racing entra na reta final da temporada na luta pelos títulos de Equipas e Pilotos.

Sam Bird, piloto da DS Virgin Racing, reduziu quase para metade a distância em relação ao seu rival Jean-Eric Vergne, com a conquista do segundo lugar no frenético E-Prix de Zurique deste fim-de-semana.

O piloto britânico está agora a 23 pontos da liderança, numa altura em que faltam disputar apenas as duas corridas de Nova York, um evento que Bird venceu sem dificuldades no ano passado. A equipa DS Virgin Racing continua, assim, na corrida aos títulos de Pilotos e Equipas.

Depois de uma forte prestação nas sessões de Qualificação, Bird alinhou na terceira posição da grelha. Durante as primeiras voltas, o piloto lutou arduamente para se manter entre os lugares da frente, enfrentando o seu rival na corrida pelo título no meio deste grupo.

Ainda antes da primeira metade da corrida ser completada, foi mostrada a Bandeira Amarela – no seguimento de um incidente entre Vergne e Felix Rosenqvist – tendo os concorrentes aproveitado para ir às boxes trocar de carro.

Depois disto, Bird surgiu em quinto lugar e disposto a pressionar Vergne. De seguida, Vergne e outros quatro pilotos foram penalizados por velocidade excessiva durante o período em que vigorou a Bandeira Amarela. Bird aproveitou esta oportunidade da melhor forma e ascendeu ao segundo posto, imediatamente atrás do líder da corrida, Lucas di Grassi, tendo assim seguido até cortar a linha de meta e conquistar o 15º pódio da sua carreira na Fórmula E.

Sam Bird: “Hoje tivemos alguma sorte, mas, mesmo assim, toda a equipa fez um fantástico trabalho para obtermos este resultado, que nos deixa em posição para disputarmos o título em Nova York… e todos sabemos como as coisas correram lá no ano passado! Agora sei o que temos de fazer: tenho de ganhar ao Vergne na primeira corrida e, se  conseguir isso, temos o título na mira.”

Enquanto isso, o seu colega de equipa Alex Lynn passava por uma tarde frustrante, apesar de mostrar um andamento digno dos lugares da frente. O que parece ter sido uma avaria num sensor das baterias do seu primeiro carro, forçou-o a ir às boxes numa altura em que rodava em 12º. Isso fez com que Lynn tenha cumprido 23 voltas no seu segundo carro e, com a gestão de energia a ser fundamental, o britânico não foi além do 16º lugar final.

Alex Lynn: “Foi um resultando mesmo muito frustrante e penso que perdemos aqui uma excelente pontuação, porque se houve algo que não nos faltou foi um bom andamento. Ainda não sabemos bem qual foi o problema, mas vamos analisar tudo e garantir o melhor rendimento possível em Nova York. A equipa bem o merece.”

Xavier Mestelan Pinon, Diretor da DS Performance: “Foi um fim de semana muito positivo para nós, com um pódio para o Sam e menos 17 pontos de diferença em relação ao Jean-Eric Vergne no Campeonato de Pilotos. As duas últimas  corridas serão em Nova York, onde vencemos ambas as corridas no ano passado. Naturalmente, toda a equipa encara esta deslocação com grande expectativa.”

A próxima – e última – ronda da Fórmula E 2018 compreende uma jornada dupla a ter lugar em Nova York, a 14 e 15 de Julho. Informações adicionais sobre o DS Virgin Racing Team em http://map.ds-virginracing.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.